terça-feira, 6 de maio de 2014

Artigo de Hoje: Konami, porque você fez isso com os Noble Knights?



Estamos nos aproximando do dia 16 de Maio, data na qual a coleção Primal Origin estará disponível para todo o formato TCG, e recentemente tivemos a revelação do spoiler completo sobre os nomes das novas cartas exclusivas do formato e também das que serão importadas do OCG. Dentre esses nomes, "Noble Knight" esteve como o maior privilegiado das informações que rolaram por ai. 

No dia 23 de Abril, Konami liberou seu primeiro artigo relacionado, falando sobre o novo suporte, Noble Knight Brothers, e nele continha - além das informações a respeito - uma afirmação dizendo que Brothers seria um entre os quatro novos suportes que estarão presentes na coleção. Somando isso com o fato do novo suporte ser algo razoável, gerou uma grande expectativa  de uma possível surpresa que os jogadores poderiam receber da Konami. E olha, ela realmente fez.

Supostos rumores sobre as novas cartas começaram a se espalhar, até que nessa última semana  (27 à 3 de Maio) praticamente todas as cartas tiveram seus efeitos confirmados, e para a infelicidade de muitos jogadores e admiradores da temática, foi algo decepcionante. As três cartas, AvalonNoble Knights of the Round TableNoble Knight Eachtar parecem mais totalmente opostas do que sinergicas. uma estupra a outra (no bom sentido), e creio que posso até mesmo incluir o próprio "Brothers" dentro dessa "confusão" toda que a Konami criou, porque é outra carta que não se dá bem em conjunto com essas três. Primeiramente, vamos analisar as cartas.

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Noble Knight Brothers

O efeito número um diz que ele não pode atacar se o jogador não controlar exatos três cavaleiros da távola redonda. Como vocês podem ver, ele já começa meio torto, levando em consideração que o mesmo só possui 1200 de Ataque. 

O seu segundo efeito funciona apenas quando ele é invocado normalmente, permitindo o jogador fazer uma Invocação Especial de até dois Noble Knights da mão. Beleza, isso é interessante até, porém, se isso acontecer, o jogador não poderá especialmente invocar outros monstros no turno, exceto outros cavaleiros. Penso eu que seria muito mais legal fazer com que os efeitos deles fossem negados do que restringir o Xyz ou Synchro Summon do turno. Posso estar errado por causa do Borz, mas posso estar certo por causa do Medraut. Mas não seria nada mal ter acesso a um Exciton Knight, ou 101, ou Lavaval Chain e etc. Bacana mesmo seria se não houvesse nenhuma dessas duas restrições, já que o jogador pode levar uma Torrential ou Bottomless na fuça e ter um grande prejuízo ao logo do jogo, mas ai já seria um pensamento muito alto.   

O terceiro efeito, em minha opinião, é o melhor de todos. Esse efeito recicla três espadas e/ou cavaleiros no Cemitério de volta pro Deck, e de quebra, o jogador compra uma carta. Isso o torna super aproveitável com a existência do cavaleiro Borz, já que o próprio consegue enviar duas espadas de uma só vez para o Cemitério. Entretanto, não é algo muito interessante para se ter acesso em um inicio de duelo, pois são exatas três equipes/cavaleiros que dificilmente o jogador terá no Cemitério logo no começo. Fora o fato do Xyz Sacred Noble Knight of King Artorigus poder equipar até três espadas do Cemitério quando entra em campo. Isso pode quebra-lo de certa forma. Mas o Medraut agora tem mais um monstro como opção que pode ajudar não só com isso, mas com os seus 2400 de Defesa também.  

Outro problema nesse monstro, é que ele sempre será Level 4, então é inviável o Xyz Summon do grande Boss do arquétipo. Caso opte por usar o efeito de recrutar outros monstros Noble Knight dá mão para o campo, só terá a escolha do Artorigus, King of the Noble Knights.

Como seria muito mais legal se cada um dos cavaleiros representados na arte dessa carta fosse um monstro diferente para o Card Game, não acham? Mas acho que isso não é motivo pra implicância. 

Essa carta não cai bem com as três cartas abaixo. 


Avalon

Só ativa se você remover monstros Noble Knights do Cemitério, e pra piorar, é necessário exatamente remover cinco deles, e não para por ai, dentre esses cinco, dois deles são especificados pela carta como uma obrigação (Artorigus e Laundsallyn). Um custo/requerimento muito alto para limpar o campo do oponente, sendo que é muito mais fácil o jogador invocar o Evilswarm Exciton Knight na hora certa e usar o seu efeito, não é verdade? Outra forma mais simples é o jogador usar o Genex Ally Birdman, usando o efeito do Medraut, trazendo um cavaleiro do Deck ao campo, que logo em seguida pode ser retornado a mão para invocar Birdman, que por consequência permite o Synchro Summon do Black Rose Dragon. Eu pelo menos acho que essas formas são bem mais rápidas para conseguir tal proeza.

Essa carta pode atrapalhar o Brothers e ferrar de vez a Noble Knights of the Round Table, vejam o porque logo abaixo.



Noble Knights of the Round Table

Primeiramente, é uma Field Spell Card que só tem seus efeitos ativos na End Phase do turno do controlar. Já começa cagada. São quatro tipos de efeito, e o jogador pode ativar todos eles uma vez por turno, em qualquer ordem, contanto que a exigência seja atingida.    

Em contrapartida a Avalon, Noble Knight of the Round Table precisa do maior número de monstros Noble Knights no Cemitério e Campo para funcionar, engraçado, não? Problema dessa carta está na necessidade de um número exagerado de cavaleiros "mortos" para o jogador usufruir de seu potencial máximo, praticamente obrigando a rodar o arquétipo quase inteiro para possuir uma "vantagem" considerável. Vamos aos efeitos:

Com três Noble Knights no campo/cemitério, o jogador consegue enviar um Noble Knight do Deck pro Cemitério. Ok, ela se conta como um Noble Knight no campo, até ai tudo bem, é um trabalho até que simples por Medraut ou Brothers. Essa parte aqui ajuda a alcançar o efeito de Avalon. 

Com seis Noble Knights no campo/cemitério, o jogador pode fazer Special Summon de um Noble Knight da mão e então equipa-lo com uma "Noble Arms" da mão. Mas porque o número dobro pra seis? Poderia ser muito bem apenas quatro, já que dificilmente o jogador conseguiria colocar essa contagem com tanta facilidade pra inicio de duelo. Medraut não invoca um Noble Knight do Deck se tiver outro monstro no campo, e Brothers só ativa seu efeito de recrutador caso seja invocado normalmente. E tem mais! Porque esse efeito faz o Special Summon de um "Noble Knight" só da mão? Podia trazer do Cemitério também, ou então, caso isso fosse um pouco "absurdo", pelo menos o equipamento poderia sim vir de lá, dando um pouco mais de sentido ao efeito do Borz.   

Com nove Noble Knights no campo/cemitério, o jogador pode adicionar um Noble Knight do Cemitério para a mão. Beleza, isso combina legal com o primeiro efeito. Problema está no "nove", meu Deus Konami! A forma como essa carta trabalha o meio de buscar um cavaleiro do Deck pra mão é magnifica, porém a condição é altíssima, nove é exageradamente um número muito elevado, podia ser simplesmente cinco, e vamos lembrar que ainda temos o efeito do Brothers e do Eachtar que não ajuda muito nisso. É mais da metade de monstros que o arquétipo contêm. É muito mais fácil eu ativar um Foolish Burial e depois The Warrior Returning Alive! do que ficar perdendo tempo tentando ativar o efeito 1 e 3 dessa carta.

Com doze Noble Knights no campo/cemitério, o jogador pode comprar uma carta. Totalmente ridículo e desnecessário esse efeito, é muito mais fácil eu ativar Upstart Goblin. Se ativar o Cardcar D, o prejuízo é muito menor que o gerado pelo tempo de espera dessa carta. Pra essa quantidade, a carta tinha que no minimo permitir o jogador comprar no minimo três cartas, ainda mais por só ativar na End Phase. Ou puxa pelo menos isso ou mais, ou tira esse efeito retardado dessa carta.

Sério galera, se meu oponente ativar essa carta contra minha pessoa, acho que eu irei até ficar contente de certa forma. Daria muito bem pra consertar o problema dessa carta se a exigência fosse menor ou algum efeito fosse cortado, tipo 3-4-5-6 ou 3-4-5 ou 2-4-6-8 ou 2-4-6. Creio que assim como o quarto efeito, o segundo também poderia ser inexistente, deixando a carta no formato 3-5 ou 3-6. E não seria tão simples assim, porque os monstros tem que ter nomes diferentes.

As outras duas formas de melhorar essa carta, seria ou retirando o fato de precisar ter os cavaleiros com nomes diferentes ou incluindo as Noble Arms no conjunto dá obra. E teria muito mais sentido.


Noble Knight Eachtar

Por último, Eachtar é o cavaleiro que tem a capacidade de entrar no campo por Invocação Especial a partir do Cemitério ou mão. Para isso, é necessário que o jogador remova dois monstros Noble Knight do Cemitério, esse efeito de Ignição lembra muito o dos Dragon Ruler, algo que não é muito ruim se pensarmos na situação de um Xyz Artorigus ou combo Medraut e Borz/Brothers derrotados por cartas de destruição em massa. O outro efeito de Eachtar, é fornecer a garantia de Synchro ou Xyz Summon que usa-lo como Material, e isso pode ser muito interessante, já que o Medraut pode traze-lo a campo.

Junto com Brothers, são as cartas que ficaram mais viáveis a Build padrão do atual formato Ambos, na minha opinião, são monstros válidos pelo conjunto da obra, e se tornam melhores no desenrolar do jogo, quando o Cemitério já estiver recheado com elementos que os tornam necessários. Eachtar pode ser usado para Xyz Summon de qualquer monstro Rank 5, como Tiras, Adreus, Volcasaurus, Shark Fortress e etc.

Lady of the Lake quando estiver dentro do Cemitério pode usa-lo como alvo de seu efeito, e por consequência o jogador poderá facilmente invocar Ignoble Knight of High Laundsallyn. Tem uma certa sinergia com Round Table porque a Field tem a capacidade de alimentar o Cemitério.

Seu lado ruim está no seu custo do efeito de Ignição, que solicita dois monstros, porém, creio que seja até justo para não se tornar tão abusivo. Todavia, é um pouco contrário a Brothers, Avalon e Round Table, e isso é um grande mal nessa ligação nova que a Konami nos trouxe.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Beleza, após essa pequena analise, deu pra entender o motivo da tristeza dos jogadores da temática, não deu? Eu vi muita gente falando mal dessas cartas e da própria empresa. Uma certa pessoa me perguntou porque eu achava que a Konami teve essa ideia, então eu formei algumas teorias que podem estar totalmente erradas, mas penso que podem ser válidas. Teorias do tipo:


- Noble Knight é sempre um arquétipo que lança cartas que estarão vinculadas exclusivamente ao formato TCG.

Galera, eu comecei a explorar o ambiente competitivo do Card Game em meados de 2009, e desde lá, eu não lembro de nenhum arquétipo formado inicialmente por cartas que vieram do formato TCG. Geralmente os arquétipos sempre são introduzidos no OCG e depois trazidos pra cá alguns meses depois. As vezes acontece de um arquétipo receber um suporte exclusivo do TCG e ficar super boladão, como foi o que aconteceu com Wind-Up quando ganhou o Shark, mas Noble Knight, todas as cartas estão lançando primeira aqui no Ocidente e depois são levadas ao Oriente, o contrário do comum. Seria esse um argumento justo? Não sei, vai que cola?


- Mais suportes chegarão futuramente.

A história do Rei Artur é bastante vasta e cheia de detalhes. Para quem conhece os cavaleiros da távola redonda, sabe que existem muito mais além desses que foram lançados, a possibilidade de Konami trazer outros mais pra frente, não é nula. Confiram esse link:

Cavaleiros da Távola Redonda - Wikipédia

Engraçado é que não tivemos nenhuma Noble Arms nova nessa coleção, e isso também deixou a desejar. Vamos lembrar que os tão esperados mago Merlin e Morgana nem deram as caras, e tivemos pouca relação ao Santo Graal. Dá pra Konami expandir muito mais os suportes, caso ela queira, porque a história já existe para ajudar e fornecer muitos nomes e possibilidades.


- Unificar a temática a outro arquétipo.


Creio que não posso pensar em outro arquétipo sem ser Lightsworn. Porque? Vamos lembrar que em Junho teremos a chegada do novo Structure Deck voltado aos Lightsworns, então porque não forçar um pouco uma ligação entre os dois arquétipos? Com isso a Konami pode gerar dinheiro de duas formas, primeiramente com a venda da Box do Primal Origin e depois com a do Structure Deck, que de certa forma gera menos lucro do que uma Box. Foi mais ou menos o que aconteceu com Mermail e Atlantean, sacam? Um lançou em uma Box e outro em um Structure, e com certeza o Structure Deck dos Atlantean seria um prejuízo danado se não fosse a Abyss Rising na época. Isso aumenta a demanda dos dois produtos, e é uma jogada de Marketing que as vezes não é tão nítida.

Não acham estranho tanto suporte para Noble Knight que trabalhe muito com o Cemitério? Noble Knight antes disso tinha um pensamento muito distante desse tipo de estratégia. E se a combinação for realmente muito boa, é capaz de anular grande parte dos pontos negativos que descrevi acima. Lightsworn remove aquele paradigma de Noble Knight precisar de velocidade, e além disso já permite desfazer de vez o uso de Trap Cards (incluindo Avalon porque eu achei ela muito ruim ainda sim). Bora testar pra ver se é isso mesmo?

Caras, vamos lembrar que também está chegando Artifact, será que não tem um meio de unir os dois também? Não custa tentar, o único problema é que teremos monstros querendo ser setados e espadas querendo ser equipadas em uma pequena Zona com cinco espaços, mas vai que fica legal?

Outra opção é o uso com Kuribandit!


- Banlist - Reinforcement of the Army

Creio que essa seja a teoria menos provável de todas as outras, mas podemos pensar que exista sim uma pequena probabilidade do retorno de Reinforcement of the Army a duas cópias em Julho. E seria um exagero se Konami tivesse essa pretensão e ainda sim lançassem suportes maravilhosos só pra desequilibrar mais pra frente.

Porque o retorno de Reinforcement of the Army seria interessante pra Konami e lojistas quando pensamos em Noble Knight? Simples, os cavaleiros não custam nada barato no bolso dos jogadores, e essa carta resolve grande parte dos problemas existentes, permitindo uma maior consistência, então o número de usuários iria aumentar respectivamente, aumentando a demanda das Boxes e cartas avulsas relacionada a temática. Foi mais ou menos o que aconteceu com Spellbook/Prophecy, que era um arquétipo caro e sem nenhuma garantia de sucesso, até que a Konami resolveu lançar uma carta chamada Spellbook of Judgment dentro do Lord of the Tachyon Galaxu e pronto, resolveu o problema.  Mas tenho certeza que Konami não irá criar nada que seja ridículo como foi Spellbook of Judgment, então ROTA seria quase uma resposta perfeita. O problema dessa carta está no fato de não servir só pra um arquétipo e poder ser ativa mais de uma vez em um único turno caso o jogador tenha o acesso a duas cópias dessa carta. Cairia muito bem em Noble Knight, HERO, Six Samurai, Stellaknight, Heroic, Constellar, Evilswarm, Madolche, Ninja, Lightsworn, Photon e etc. Do mesmo jeito que pode gerar diversidade, pode gerar muitos problemas, mas pra um formato de quatro meses o prejuízo não é tão grande. E honestamente gostaria de ver o que aconteceria se isso fosse implementado.  


- Teoria do Foda-se!

Essa teoria não é minha, mas eu vi gente dizendo que a Konami estava pouco se lixando para esse arquétipo, e eu tenho total certeza que as pessoas que disseram isso estão completamente erradas. Tenho certeza que o investimento em um artista qualificado para a criação das artes das cartas não foi barato, porque essas são algumas das cartas mais bonitas do Yu-Gi-Oh! até então.

O arquétipo ganhou um Website direto da Grã Bretanha exclusivo, coisa que eu nunca tinha visto antes em outros arquétipos, o problema é que esqueceram de atualiza-lo. Desde o Galactic Overlord (Maio de 2012) Noble Knight vem ganhando suporte, será mesmo que a Konami não tem dando atenção a eles? Eu penso que não, só olhar a quantidade de cartas exclusivas no Primal Origin.


Considerações Finais

O pensamento sobre essas teorias me encaminhou a fazer este artigo, porque realmente é uma coisa bem complicada de se dizer um motivo totalmente correto. Ideal mesmo seria receber uma explicação diretamente da própria Konami, mas como isso não é possível, estamos sujeitos a interpretação. Sinceramente eu não sou um jogador de Noble Knight, mas eu conheço a forma como eles já funcionam, e sei que tem bastante gente que curte, e vi muita indignação por parte dessas pessoas, e recebo isso como se fosse algo que pudesse ter acontecido a um arquétipo que tanto gosto (Six Samurai).

O ideal agora é testarmos variações e ver como poderemos adaptar a forma de jogar, ou se preservaremos a antiga adicionando alguns pequenos elementos como Brothers e Eachtar, já que a mesma passa muito longe de ser uma estrutura ruim. Em geral as cartas foram bem longe no quesito sinergia? Com certeza, mas fazer o que? Nós jogadores não podemos ficar chorando pelo leite derramado, o importante é dar continuidade a competição e diversão.

Gostaram do artigo? Concordam ou discordam de alguma parte? Então comentem ai em baixo. Não deixem de compartilhar e curtir a informação.

Muito obrigado a todos, abraço e até a próxima.
Felipe Leonel - Kaos


Comentários Facebook
10 Comentários

10 comentários:

Lucas disse...

Lightsworn?!?!? NÃO!!!!! tudo menos isso! Me recuso a coloca-los junto com meus cavaleiros!!! Odeio!! rsrsrsrs

Eu sinceramente acho que vai chegar a hora... acho sim que vai ser como spellbook (que tambem teve muitos suportes ruins antes de ser importante).

Se todos os suportes desse set fossem no nivel da rainha o deck virava tier 1. Mas não podemos ignorar que o deck vem pegando tops até importantes, principalmente na europa... acho que não se ve muito esse deck não por ser ruim, mas por ser caro...

De qualquer forma curti muito o post, valeu ;)

https://www.youtube.com/watch?v=hmOXjgFRChU

Anônimo disse...

Gosto muito do archetype, uma pena ele não ser tão valorizado.

Anônimo disse...

pode me achar simplório no raciocínio e tals, mas pra mim tá bem na cara que o quê a konami fez com as tcg exclusivas e as imports foi somente uma manobra pra aumentar o preço das cartas ¬¬

Felipe Leonel disse...

Konami não ganha dinheiro com a venda das cartas em si, e sim apenas com as Boxes/Structures/Packs e afins. Quem se beneficia mais com os produtos avulsos são os comerciantes e jogadores que vendem, que irão definir o valor.

Max disse...

Não achei o campo uma carta ruim não, claro, longe do meta. Mas o deck em si já faz parte do meta, com duas cartas o deck já roda.

A trap eh claramente uma carta temática, não é pra ser utilizada no competitivo.

Ao meu ver, achei os suportes até bons demais para um deck que já está muito bom. Talvez nós nao veremos esse deck no competitivo pela zika natural de usar muitos equips.

Apesar do equivoco, gostei bastante da postagem cara \o

Felipe Leonel disse...

Não foi equivoco porque quem joga com o Deck competitivamente sabe que essas cartas não são exatamente aquilo que o Deck precisava. O que os jogadores querem é algo mais presente no Meta, competindo com pouco mais de força e facilidade para encaixar o objetivo imposto. Se essa força fosse introduzida nesses suportes, o Deck se tornaria complicado? Talvez, mas todo mundo sabe que existem diversas contra estratégias (side) eficientes até demais.

Nunca disse que o Deck não fazia parte do Meta, as vezes um ou outro Noble Knight em algum top, e até mesmo conquistando um torneio, mas nada muito relevante e significativo.

Inclusive Meta é palavra certa para definir o foco dessa postagem e acho que está até claro na forma como eu tratei.

Anônimo disse...

A carta Avalon deveria vir com este efeito: uma vez por turno, envie do deck ao cemiterio um numero x de Noble Knight equivalente a quantidade de noble arms que tenha no cemiterio.

Pronto. Com essa field seria lindo demais.

Apocalipse disse...

Quando bati o olho nesses suportes, pensei comigo mesmo coitado dos NK players ganhando esses suportes inúteis para seu arch. Fiquei animado quando soube que viria uma carta pra DW, mas aí vem um Kelt...que efeito nossa. Bom post guri (:

Anônimo disse...

Porra cara, disse tudo e mais um pouco, muito bom, parabens pela postagem.

Acho que deve ficar legal com Lightsworn, vou testar.

Marcos Aurélio disse...

Parece que não teremos novos Noble Knight, uma pena, mas a postagem ficou excelente, parabéns, gostei da forma como fez, muito bem organizado.

Yu-Gi-Hoje!
Design por: Felipe Leonel - Tecnologia do Blogger
Copyright © 2015
Todos os direitos reservados
imagem-logo