quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Deck de Hoje - Espíritos assombrando o Card Game!

SpiritBurner-TF04-EN-VG

Bem galera, como vocês já devem ter percebido pelo título, nesse post de hoje tratarei de um deck que de forma inesperada ganhou um torneio relativamente grande nos States: o deck Spirit. O player que conseguiu a tal façanha foi Doug Zeeff; clique no botão abaixo para ver a decklist usada por ele com todas as devidas explicações!



Monstros:
3x Aratama
1x Black Luster Soldier - Envoy of the Beginning
2x Blue-Eyes White Dragon
2x Chaos Sorcerer
2x Effect Veiler
1x Gorz the Emissary of Darkness
1x Kycoo the Ghost Destroyer
3x Maiden with Eyes of Blue
2x Maxx "C"
3x Nikitama
1x Rasetsu
1x Thunder King Rai-Oh
2x Tragoedia
1x Tsukuyomi
1x Yaksha
(26)

Spells:
1x Forbidden Lance
3x Mystical Space Typhoon
1x Silver's Cry
(5)

Traps:
1x Bottomless Trap Hole
2x Divine Wrath
2x Mirror Force
1x Phoenix Wing Wind Blast
1x Solemn Warning
2x Trap Stun
(9)

Extra Deck:
1x Azure-Eyes Silver Dragon
1x Divine Dragon Knight Felgrand
1x Fairy Cheer Girl
1x Gem-Knight Pearl
1x Maestroke the Symphony Djinn
2x Number 101: Silent Honor ARK
1x Photon Papilloperative
1x Slacker Magician
1x Steelswarm Roach
1x Gagaga Cowboy
1x Diamond Dire Wolf
1x Number 50: Black Corn
1x Number 39: Utopia
1x Abyss Dweller



Esses dois lindos aí de cima são o coração e a razão de ser do deck. Chegados nos dois mais recentes boosters, Nikitama e Aratama são dois dos melhores suportes que os Spirtis já receberam. Comecemos pelo da direita: Aratama é praticamente um Stratos demoníaco, capaz de trazer qualquer espírito do deck à mão ao ser invocado normalmente. Isso já seria excelente em qualquer monstro, mas fica ainda melhor quando lembramos que Aratama é um espírito e por isso retorna à mão no fim do turno, te permitindo usar seu efeito novamente mais tarde. Ok Buba, o cara é bom, mas o que exatamente ele tem de útil para buscar? É aí que entra Nikitama. Esse espírito luminoso te garante uma invocação Normal extra no turno em que é invocado. Com isso, você pode chamá-lo da mão no turno seguinte ao que ele foi buscado por Aratama e então usar seu efeito para chamar o mesmo de novo para o campo, ficando assim com dois monstros de nível quatro prontinhos para serem usados como materiais Xyz. O bacana dessa jogada é que ela é bem fluida e não deixa sua mão seca, porque sempre que Arata é invocado, algo é trazido de presente para você.  Vale também ressaltar um outro efeito deNikitama que também é muito interessante: quando ele é enviado ao cemitério de qualquer lugar, você compra uma carta, desde que controle algum monstro Spirit. É algo mais situacional do que parece, mas mesmo assim é bem útil em certas situações. Isso serve para explicar também o porquê do uso de cartas que têm descarte como custo.

RasetsuTsukuyomi


Ainda que Nikitama seja a protagonista do deck e o principal alvo de Aratama, isso não quer dizer que não haja outras opções de Spirit Monsters buscáveis. Tsukuyomi é Tsukuyomi, dispensa explicações e tem um efeito muito bom já conhecido de todos vocês. Rasetsu e Yaksha também são ótimos. O primeiro é uma Evacuation Device com pernas, pedindo apenas que você revele um espírito da mão para ativar seu efeito. Muito útil contra uma infinidade de decks e ainda mais usável graças a Aratama. Yaksha é ainda melhor, na minha modesta opinião. Não que retornar S/Ts do oponente à mão seja melhor que se livrar de monstros, porém o que Yaksha tem a seu favor é o fato de funcionar sozinho e não pedir nada para ativar seu efeito. Além disso, seus 1900 ATK são capazes de fazer um bom estrago, diferente dos 1500 do Rasetsu que servem mais para ele cair em Bottomless que qualquer outra coisa. Seja como for, fato é que os dois são bem úteis em diferentes situações do duelo e também servem como Xyz Material por serem de nível 4. 

Esgotamos assim as explicações quanto aos Spirits do deck. Uma coisa que vocês devem ter percebido depois de tanta lenga lenga é que a plataforma tem um sério problema: a defesa. Afinal, os Spirits retornam à mão na End-Phase e deixam o campo aberto, dando espaço para que o oponente te bata sem dó nem piedade. Doug Zeeff não é cego nem burro para não se dar conta de algo tão gritante, e tratou de resolver seu problema enchendo sua build de Traps, Hand Traps, e o mais importante, Blue-Eyes Engine.


Maiden é o principal escudo e seguradora de jogos nessa versão do deck. Para quem não sabe, ela é um monstro que sempre que é atacada ou selecionada como alvo de um efeito traz um BEWD de qualquer lugar. Isso é MUITO bom para atravancar o jogo do oponente enquanto você não puxa um Aratama, pois ele pode passar turnos sem encostar nela com medo de um Blue-Eyes. Além disso, essa linda contribui muito para a ofensividade do deck, não apenas pelo dragão mas também por seu atributo Light fazer dela a food perfeita para Chaos Sorcerer e Black Luster Soldier. Aliás, notem que Aratama é Dark e Nikitama é Light, então o chaos é algo natural e altamente viável nessa build.

Bom, acho que já deu pra entender as principais jogadas e cartas do deck, até porque o deck, tirando essas peculiaridades que eu destaquei, é composto de várias cartas sem muito segredo. Destaque para Rai-Oh e Kycoo que são monstros excelentes para segurar o jogo e para Fairy Cheer Girl que vem facilmente com Nikitama e Yaksha. Para fechar o artigo, vou mostrar para vocês uma variação ligeiramente diferente do deck que eu montei e achei bem legal


Kagetokage-NUMH-EN-SR-1EKingoftheFeralImps-LTGY-EN-C-1E

Como podem ver, a principal diferença dessa minha versão para a vencedora é que eu abri mão de certas cartas para encaixar no deck Kagetokage e King of the Feral Imps. E olha, achei que ficou bem legal. Kagetokage dá mais utilidade para Spirits sozinhos na mão, permitindo que você faça Xyz de Rank 4 com mais eficiência. KFI facilita e muito esse processo, trazendo o lagartinho diretamente para a mão e vindo do Extra com extrema facilidade por ser genérico. Um exemplo de jogada bacana que Kagetokage proporciona é Nikitama > Aratama > monstro espírito vem à mão > King of the Real Imps > Kagetokage > outro Xyz garantido no turno seguinte. Outra vantagem de usar essa engine é que com ela o efeito de Nikitama de Draw vem bem mais facilmente; podemos invocá-lo normalmente, chamar Aratama na sequência e invocar Kageto da mão. Assim, você fica com 3 monstros de nível 4 em campo para fazer Evilswarm Ouroboros ou simplesmente chamar um Xyz padrão com Nikitama + Kagetokage, deixando Aratama no campo para comprar uma carta quando o espírito luminoso for detachado e ainda permitindo que o buscador volte à mão no fim do turno para dar continuidade a suas jogadas mais tarde. Gostaria de ressaltar também Pot of Duality, que achei uma boa opção por interferir pouco nas jogadas do deck, e Creature Swap, especialmente boa junto dos Spirits.

Bom galera, é isso aí. Espero que gostem desse artigo sobre os Spirits, que na minha opinião são um deck divertidíssimo e bem funcional mas que não vejo com muito futuro em maior escala no metagame.Abraços e até a próxima!
Comentários Facebook
10 Comentários

10 comentários:

Anônimo disse...

muito maneiro o deck, ótimos combos e ótima matéria!!! acho que a konami está mesmo afim de nivelar todos os types. muitos decks antigos receberam suporte nesse booster e estão recebendo no primal origin, e o melhor, suportes aparentemente competitivos. apoio muito essa investida da konami

LG disse...

Não falo nd, eu tive essa ideia anos atrás de deck com a maiden, e fiz um deck desse, ENTÃO A IDEIA É MINHA, BJ PRO REKLQ -QQQQ'

Anônimo disse...

Quem sabe podemos ver toons novos toons apos os spirits receberem todos os suportes necessários.

Milton Marques disse...

é a única coisa boa que a konami tá fazendo: dar suportespra decks antigos, enquanto isso, lançam super cartas apelonas para morrer 2 banlists depois, diga-se [ spellbook of judgment, dragon rulers e os próximos exciton knight e silent honor]e matar cartas boas e equilibradas nos seus decks de origem e que não tem nada a ver com a história [ dragon ravine, seven swords, divine wind...] o dinheiro é a pólvora máxima da konami!

Anônimo disse...

Milton não é por nada mas seven swords é uma draw genérica a decks de nível 7 igual a allure, de certa forma deveria ser contida. Enquanto a ravine e divine wind no máximo uma semi limitação pq garantiam combos fortes, até hj não entendo o pq de gates tbm não ter entrado nessa. Post mt bom talvez monte um deck espirito um pouco mas for fun :D

Unknown disse...

tomei pau desse deck no DN,mas perdi no finalsinho foi pau a pau na ultima sacada eu dependi de uma carta,o que nao ocorreu..buaaa

Marcio disse...

Ravine nunca foi equilibrada bjs

Anônimo disse...

Divine Wind nasceu broken.

J. Vargas disse...

http://i.imgur.com/lpHObsS.png
Bom, eu já sou um usuário do deck, e realmente ele gera vários combos fodas, batendo de frente com praticamente todos os metas!

Nick no DN: !{hunter}! Itachi

Higor Melo disse...

adorei o deck *O*.. muito bom meesmo... super da do blog de vcs... continuem assim ^^

Yu-Gi-Hoje!
Design por: Felipe Leonel - Tecnologia do Blogger
Copyright © 2015
Todos os direitos reservados
imagem-logo