quinta-feira, 24 de julho de 2014

Deck de Hoje: Six Samurai (Julho de 2014)


Conheçam um pouco sobre minha ideia imposta aos Six Samurais!



E ai galera, tudo bom? O deck que postarei aqui hoje faz parte de minha história dentro do Yu-Gi-Oh!. Conheci no tempo em que jogava com meus grandes amigos na época de escola (Ensino Médio) a alguns anos atrás. Estou falando dos Six Samurais. Naquela época não existia ainda os Legendary, e o Deck sobreviva apenas com a força do Grandmaster e Great Shogun, e eu achava impressionante a ideia de ter um Deck com monstros Boss que entravam em campo com tanta facilidade (eu achava muito fácil). Fora que cada samurai manipulava uma arma diferente, e eu achava demais (mas quem liga?).

Com o passar dos anos, novos formatos surgiram e os Legendary Six Samurai revolucionaram a forma de jogar dos samurais perante 2010/11, chegando até a dominar um certo período do Metagame. Por consequência disso, sofreram um grande nerf de potencial com a Banlist, mas deixou boas e más lembranças entre diversos jogadores. Eu sou uma das pessoas que até hoje curte e joga com eles, e a cada formato que passa busco mudanças e adaptações na forma de jogar contra aquilo que é considerado "melhor" dentro do Meta, e agora irei apresentar uma maneira de se jogar com eles nesse período de Julho de 2014.

Main DeckExtra Deck
Monstros [12]:
[1] Elder of the Six Samurai
[1] Grandmaster of the Six Samurai
[3] Kagemusha of the Six Samurai
[1] Legendary Six Samurai - Enishi
[2] Legendary Six Samurai - Kageki
[3] Legendary Six Samurai - Kizan
[1] The Six Samurai - Zanji

Mágicas [14]:
[3] Asceticism of the Six Samurai
[1] Book of Moon
[2] Mystical Space Typhoon
[2] Reinforcement of the Army
[3] Shien's Smoke Signal
[3] Six Samurai United

Armadilhas [14]:
[1] Black Horn of Heaven
[1] Bottomless Trap Hole
[1] Compulsory Evacuation Device
[2] Dimensional Prison
[2] Double Edge Sword Technique
[3] Fiendish Chain
[1] Musakani Magatama
[1] Solemn Warning
[2] Vanity's Emptiness

Cartas: 40
Extra Deck [15]:
[1] Armades, Keeper of Boundaries
[1] Black Rose Dragon
[1] Goyo Guardian
[1] HTS Psyhemuth
[1] Legendary Six Samurai - Shi En
[1] Naturia Barkion
[1] Naturia Beast
[1] Abyss Dweller
[1] Castel the Avian Skyblaster (testando)
[1] Evilswarm Exciton Knight
[1] Heroic Champion - Excalibur
[1] M-X-Saber Invoker
[1] Mechquipped Angineer
[1] Number 101: Silent Honor ARK
[1] Number 50: Blackship of Corn

Extra Deck alternável de acordo com o gosto e necessidade.


Conceitos e características do Deck

Six Samurai pode ter várias formas de jogo, e tudo depende da visão de quem o constrói (se for noob, vixe). Dentro dessa estrutura, um dos focos principais, é manter o controle de jogo, e digamos que "controle" é uma das palavras mais ideias para se definir o estilo do Yu-Gi-Oh! atual, na qual consiste no uso de várias Traps para combate de ações adversárias (óbvio). Aqui não é diferente, eu também escolhi por usar uma boa quantidade delas, dentre staples e semi-staples (sou modinha?). 

O arquétipo Six Samurai consiste de monstros que trabalham em coletivo, um precisa do outro para que as coisas aconteçam de força correta, e se não for assim, esqueça! O jogo partirá para uma pior (a não ser que seu oponente esteja ainda mais lascado ou muito mal estruturado). Por exigir essa interação, temos efeitos e cartas que implicarão em um fácil Swarm de campo. Porém, o lado ruim de tudo isto surge na fragilidade que os monstros possuem, e é ai que Legendary Six Samurai - Shi En entra na história!


Monstros

São apenas treze monstros e todos já são bem conhecidos em um Deck Standard de Six Samurai. Eu não considerei certas cartas como Dojo, Spirit, Hand e Squire por tentar reduzir o máximo de cartas que possuem uma probabilidade maior de morrer e me atrapalhar durante um jogo (já basta ter Enishi, Zanji, Elder e Kagemusha para isso). Bom, como foi dito, grande parte dos monstros trabalham no objetivo de exercer uma presença de campo, dentre eles, temos três monstros que dou uma suma importância: Legendary Six Samurai - Kizan, Kageki e Elder of the Six Samurai.

Com seus efeitos é possível preencher o campo com facilidade, porém, cada um possui suas características individuais que os diferenciam no final (óbvio, todo mundo sabe disso, não estou jogando de Ojama).

Kageki por exemplo, trabalha da mesma forma que Constellar Algiedi, Madolche Mewfeuille, Goblindbergh e etc. É bem ao estilo "Special Summon o companheiro da mão". Uso apenas duas cópias porque é mais que o suficiente, até porque, seu efeito é bom, mas deixa brechas para respostas, além de ser um monstro muito fácil de buscar.

Depois temos Elder, o samurai Cyber Dragon, essa descrição já indica tudo. Uma cópia é o suficiente, e até considero quem use dois, porque tem uma ligação com Asceticism of the Six Samurai, mas nessa compactação que fiz com o objetivo de eliminar Deads, não rola.

Por último dos três, temos o Kizan, o cara da imagem acima. Há um tempo atrás eu tratava o Kizan como o principal monstro do deck, naqueles tempos em que era possível usar uma Gateway of the Six (saudades Gateway!!! Te amo!). Ele fazia o trabalho todo sozinho, disparando a habilidade de Gateway diversas vezes, criando uma vantagem absurda (praticamente GG). Hoje Gateway esta banida por justa causa (sim, eu acho justa por conhecer o potencial da carta), então Kizan perdeu esse titulo, passando a dividir um grau de importância com Kageki. Ah, o efeito do Kizan é bem semelhante ao de Geargiaccelerator. Três cópias é praticamente uma obrigação desde do nascimento dele no Card Game.

Sem um desses três, existe uma grande probabilidade de "se lascar" em uma partida, entretanto, ainda bem que a chance disso acontecer é bem pequena, mas existente.

Para acompanhar esses três caras, Kagemusha of the Six Samurai será praticamente o fiel escudeiro ou servo (porque você acha que eles esta agachado?). Ele é o samurai que muita gente nem lembra ou sabe seu efeito (que dó). Mudar o alvo muitas vezes parece ser uma coisa idiota, e é! Mas se usado de forma correta pode surpreender, e isso acontece até que consideravelmente. É muito engraçado quando meu oponente usa uma Compulsory, Book of Moon e não presta atenção no Kagemusha dentro do campo. Já teve casos em que meus adversário invocou um Number 101 e tentou tirar meu Shi En de campo, mas não esperava que eu fosse usar o efeito do Kagemusha (a zoera realmente não tem limites, né Kagemusha?). É sempre bom estar ligado nas cartas em campo meu amigo, se não vai sentar na gelatina! Bom, para melhorar, a parte que todo mundo lembra: Kagemusha é O TUNER! Isso todo mundo leva em consideração, e é com esse monstro que abriremos espaço para os Synchros, por motivos óbvios.

Grandmaster of the Six Samurai também esta presente, mas eu tenho uma polêmica particular entre usa-lo ou não pelo fato de ser um monstro Level 5, e isso não me traz tanta vantagem em jogo. Das poucas consideráveis: Junto com Kagemusha dá pra trazer o Black Rose Dragon ao jogo e serve como preenchedor de Counter para Six Samurai United. Esses dois critérios pesam no meu conceito porque o Black Rose Dragon é sensacional, né? As vezes ele serve como rota de fuga para situações complicadas. E uma carta com invocação bem simples como Grandmaster ajuda nas duas ideias. O fato de ser Level 5 não coincide com muitas outras coisas, tipo Xyz Rank 5, que não fica realmente legal aqui dentro porque é importante preservar os monstros Synchro Level 5. Uma cópia desse monstro é óbvia, seu efeito o restringe muito, além de gerar Deads durante um jogo.

Por último, nos monstros ainda temos Zanji e Enishi. Esses caras são os mais lentos do Deck, depende muito de cartas terceiras. Diferente de Kagemusha, que também é um bicho lento, esses dois não possuem o fator "preferência", e isso faz uma diferença (se ferraram). Mas o legal deles esta na combinação com Asceticism of the Six Samurai. Zanji tem um efeito até que porco, entra mais por combinar com Kizan e traz monstros Rank 4 ao jogo, muito raro o efeito dele ser realmente algo que irá ajudar ou definir uma partida (senta-se triste se precisar). Já Enishi, combina com Kageki boostado, e diferente do Zanji, o efeito Quick Effect de retornar monstros pra mão é muito bom. Uma cópia de cada é o suficiente, mais que isso atrapalha MUITO.


Mágicas e Armadilhas

As mágicas são o maior número de cartas (mesmo empatando com as Traps, e não ligo se você me retrucar), dentre elas temos Mystical Space Typhoon e Book of Moon que dispensam uma explicação ampla. Uso Typhoon para matar cartas, isso pode ser essencial na hora de baixar os monstros no campo, e Book uso pela versatilidade, e tem aquela frase que todo mundo usa "Book é quase uma trap" (ok, todo mundo já entendi isso). Partindo para o que realmente interessa, temos Asceticism of the Six Samurai, Six Samurai United e as duas diferentes buscadoras. Bom, é um número bem alto de cartas que irão movimentar meu Deck, e isso explica a razão para não se usar um número maior de monstros, porque o acesso a eles é muito simplificado, bem semelhante ao que acontece a Elemental HERO (quem lembra do HERO Bitch ou esta vendo a nova geração de HEROs no OCG? ).

Digamos que Asceticism liga um Samurai ao outro, como um elo (na verdade, na artwork temos a ideia de que Mizuho esta se purificando em uma cachoeira, e isso atrai muito macho curioso, mulher é foda). Kageki com Enishi, Kizan com Zanji, Elder com Kagemusha. Isso pode gerar resultados favoráveis, como Synchro ou Xyz Summon e por esse motivo eu sinto a necessidade de ter três cópias dessa carta no meu Deck. Sendo Quick-Play, posso usar até na Battle Phase ou no turno do meu oponente, dependendo da situação de jogo.

Six Samurai Unit é um pseudo Pot of Greed, só que depende da entrada dos samurais em campo para somar até dois Counter. Essa condição a torna um pouco diferente de Greed (lógico!), o que faz ela um pouco menos potencial (hum?), mas no fim, o resultado é o mesmo (no fim, falei nada com nada). Usar três é outra obrigação, pelas vantagens que se pode ter.

E agora é possível usar cinco cartas de busca, dentre Reinforcement of the Army e Shien's Smoke Signal, então é muito fácil consegue rodar o Deck, o complicado é manter o controle das ações no campo. Não tem como recusar essas cartas no Deck, facilitam muito as jogadas e não criam nenhuma desvantagem de mão direta. Ter duas ROTA faz uma diferença significante, porque facilita muito mais ter acesso a Kizan, um caminho significante para se fazer Xyz Summon.

Já nas cartas Armadilhas, temos algumas cartas que são diferentes do comum. Essas são as duas Double-Edge Sword Technique, duas Vanity's Emptiness e uma Black Horn of Heaven. As duas DEST, eu uso por dois motivos: ampliar os reforços de campo e estabelecer algo que ajude na recuperação de jogo. Six Samurai é muito frágil, como eu já disse, e não possui muitas formas de reconstituição de jogada, então essa é a melhor carta para impor esses objetivos.

Porque não uso Soul Charge?

Não uso Soul Charge porque não quero por causa do drawback, e eu não possui muitos monstros que possa jogar em cima desse fator, quebrando uma possível vantagem que o oponente já possa ter em campo. Atacar é uma coisa relevante para obter vantagem de jogo quando se usa Six Samurai.

A carta que talvez vá contra os princípios do Deck, é a Vanity's Emptiness, hoje em dia, dentro do Meta é bem comum esse principio aparecer. Mas tem algumas coisas a ser levadas em consideração. A primeira delas, é que Vanity's Emptiness não quebra a minha presença de campo como Torrential Tribute, e trabalha muito bem em resposta a jogadas que possam me prejudicar. Nesse meu Deck, não é uma carta que se mantem durante muito tempo viva em jogo, então isso não chega a ser um grande problema. A segunda consideração, esta na possibilidade de me dar uma vantagem contra certos Decks que eu considere complicados em uma match-up, como Mermail, Dragon Ruler, Infernity e Madolche, ainda mais porque eu tenho Shi En para criar uma certa proteção de uma Mystical Space Typhoon e tal. Ela literalmente obriga meu oponente a ter que gastar algum recurso ou jogada, para se livrar de Emptiness, e isso se torna interessante quando temos um monstro de peso que sirva como uma barreira. Ela lembra muito Royal Oppression, porém, Vanity requer uma certa habilidade do jogador que terá que tomar certas decisões delicadas dentro de uma boa leitura de jogo, é muito importante saber usar na hora correta. A partir do momento em que uma Special Summons foi negada, Vanity’s Emptiness já se pagou em termos de vantagem (servindo quase como uma Solemn Warning sem custo). Seria mais perfeito se Naturia Beast funcionasse legal com Vanity, só que não! Infelizmente...

A última carta que explicarei do Main Deck, é Black Horn of Heaven. Existia a possibilidade de jogar com Torrential Tribute, mas mesmo que fosse pensando em elemento surpresa (quem foi o retardado que pensou nisso?), é uma carta que combate meu oponente, mas também não me preserva tanto no jogo, então a substituta foi Black Horn of Heaven. Essa Counter Trap, funciona exatamente contra Synchros e Xyzs que entram em campo para me ferrar legal, então foi uma opção bem bacana, no meu ponto de vista. Sem mais!


Extra Deck

A base do meu Extra Deck não apresenta muitas novidades. Uso sete Synchro Monsters e oito Xyz Monsters, todos eles pensado em como interagir dentro desse atual Metagame, a até mesmo para o futuro formato de Agosto com a presença de Shaddolls e Satellaknights.

Começando pelos Synchro Monsters. Os de Level 5 e 6 são:

Legendary Six Samurai - Shi En: O monstro Boss do Deck. Grande parte do jogo, ele será um cara muito essencial, trabalhando como um escudo para a fragilidade do Main Deck. Com Shi En eu consigo proteger a minha backrow, facilitando a eficacia do meu Side no Game 2 e 3. Ele também é um monstro bastante resistente, e muitas vezes meu oponente opta por tira-lo de campo usando meio que não o destrua. O efeito de negar uma mágica ou armadilha por turno as vezes é muito para meu oponente que pode estar depende de uma carta para a resolução de um bom jogo, e Shi En serve como um grande obstáculo. É obrigatório usar pelo menos a única cópia que é permitida no formato Advanced (entendeu?). Haters gonna hate Shi En!

Naturia Beast e Barkion: Beast nega Spells e Barkion toma conta das Traps. Quando esses dois estão juntos, seu oponente deve dizer adeus ao uso de Spells e Traps, sobrando apenas o trabalho dos monstros, simples assim. A combinação dos dois rende muito mais do que apenas o Shi En em campo. São peças que considero obrigatórias também.

Armades, Keeper of Boundaries: Porque Armades e não Catastor? Simples, hoje em dia se enfrenta muitas Fire e Ice Hand, Geargiarmor, Bujingi Crane, Honest, Dimensional Prison e estamos próximos da chegada dos Shaddolls. O Catastor é um monstro bom, porém, não adianta muito contra esses tipos de monstros. Armades é bem melhor, quebra um certo ponto de fragilidade e combate certos efeitos.

HTS Psyhemuth: Esse bicho aqui não chega a ser lá grandíssima coisa, mas também não é desprezível. Para certas situações ele pode ser uma resposta inusitada. Já me serviu tanto para tirar monstros com ataque elevado de campo, tipo Judgment Dragon, Dracossack e etc, como também serve para jogar contra Hands e Bujins melhor do que qualquer outro Synchro Level 6 que eu pudesse pensar em usar hoje. O efeito não faz nenhum target. É claro que em certas situações e contra certos outros Decks, um Vulcan the Divine é muito melhor, mas levo em consideração o padrão do TCG Sul-americano.

Goyo Guardian:  Eu pelo menos estou tendo o prazer de ver o Goyo Guardian novamente ao formato Advanced do TCG, talvez para outras pessoas, Goyo seja uma grande novidade por não terem visto seu potencial anteriormente. Ele é um monstro com um efeito muito bom, mas com o passar dos anos, o Metagame tem ficado cada vez mais técnico e "pegado", fora que surgiram os Xyz, na qual Goyo não faz o mesmo bom aproveitamento. Goyo não é um monstro capaz de decidir jogas sozinho como já foi dito por outras pessoas, mas sim, é um monstro Synchro Level 6 com 2800 de ATK que toma posse de outros monstros e isso é muito legal em certas situações. Six Samurai trabalha o Goyo com muita facilidade, e ele é Warrior, possuindo até uma sinergia com Rivalry of Warlords e Gozen Match.

Por último dos Synchros, tenho o Black Rose Dragon, que só é possível caso use Grandmaster ou um Synchro Level 5 como Material. Black Rose Dragon é o meu elemento Kamikaze.

Não uso Synchro Level 8 e 9 por achar que esses gastam muito meus recursos. Com a minha base de monstros do Main Deck, para trazer um Synchro Level 8 ou 9 ao jogo, é preciso pelo menos três monstros diferentes (dois não tuner e um tuner), isso eu considero meio ruim, ainda mais quando só possuo doze monstros no Main e sem muitos meios de recuperação. Fora que um Synchro Level 8 ou 9 seria algo muito situacional aqui dentro, não dá pra sair fazendo um "Stardust Dragon" com facilidade para proteger meus backrows numa boa.
 
Agora falando dos Xyz, não vou explicar os que são óbvios como Abyss Dweller, Exciton Knight, Number 101 e Excalibur. E sim esses aqui:

Castel the Avian Skyblaster: Eu resolvi já começar a testar algumas das novas cartas do Duelist Alliance, e por isso resolvi compartilhar essa ideia com vocês. Castel é um monstro muito interessante, versátil, digamos assim. Mistura daquele Xyz Wind-Up, que eu não lembro o nome, com o Lightning Chidori (acho que é isso). Serve para diversas situações, desde setar um monstro no campo para assim atacar, como também voltar uma carta virada pra cima para o Deck, e pode ser um monstro, uma carta continua ou Field. Muito interessante mesmo.

M-X-Saber Invoker: Eu particularmente gosto desse monstro, na verdade, eu não gostava, aprendi a enxergar o potencial dele. Ele traz meus Kizan ao jogo diretamente do Deck. Cara, isso é muito bom! Com eles em jogo, posso ampliar minhas jogadas e até mesmo pensar em combos mais elaborados. Já teve muitas vezes em que esse bicho me salvo por trazer um Kizan que consequentemente fez um outro Xyz e me aliviou de um monstro mais complicado. Um exemplo próximo disso, foi em uma partida que estive jogando esses dias contra um Evilswarm. Meu oponente colocou Ophion e mais três setadas. Minha mão continha Elder, Kageki, Reinforcement, Solemn e Typhoon. Eu dei Typhoon em uma das backrow pra ver se acertava alguma carta como Bottomless, Solemn, Compulsory ou Torrential, e dei sorte, acertei uma Solemn. Eu sabia que pelo menos uma era Infestation, então confiei na probabilidade da outra carta setada ser um Mystical ou Infestation Trap ou qualquer coisa que não me prejudicasse tanto assim, então arrisquei. Busquei Kizan, em seguida fiz Special Summon do Elder e Kizan (que busquei), depois Normal do Kageki, e então fiz Special do Invoker, ativei efeito, consegui outro Kizan e fiz Number 101. Isso tudo sem nenhuma resposta do meu oponente. Pronto, me livrei do Ophion sem muita pressão e ainda possuía dois monstros Xyz para bater. Pra minha infelicidade, a carta setada era uma D. Prison, então ele conseguiu eliminar meu 101. É claro que eu podia apenas ter tentado um Zenmaines, se eu tivesse, mas nesse caso, eu iria me lascar legal. Isso é uma das possibilidades do Invoker, ele é bem mais amplo ainda. Eu posso trazer um Kizan por exemplo e fazer Synchro Summon com Kagemusha em campo, dando origem a um Barkion ou Goyo, enfim, são muitas possibilidades...

Mechquipped Anginner: Esse cara aqui pode ser um bom aliado do Shi En, assim como Beast, Barkion, Goyi e etc. Muito bom. Fora que segura uma Battle Phase também.

Number 50: Blackship of Corn: A resposta esta nas Hands! E ele já me ajudou muito a matar aqueles bichos tipo Marshmallon, que literalmente trava muito meu jogo. Tem uns bichos retardados que não gostam muito do Corn, é até engraçado.


Bom galera, esse é o meu Deck Six Samurai. E ai, o que você achou? Tem outras ideias para compartilhar? Quer fazer algum tipo de critica? Diga nos comentários aqui em baixo.

Muito obrigado a todos e até a próxima.
Felipe Leonel - Kaos

Comentários Facebook
10 Comentários

10 comentários:

Anônimo disse...

Six s2

Anônimo disse...

adoro esse deck

Felipe Leonel disse...

Eu também amo os Six Sams, jovens! Abraços, obrigado pela leitura.

Caiozzz disse...

Aì mano, queria que vc fizesse uma análise do meu Deck, que tbm eh de Six Samurai, mas a build eh um pouco diferente, e nada melhor do q uma segunda opinião de alguém que Entende do Deck.

Monstros: 15
3x Kizan
3x Kagemusha
2x Kageki
2x Elder
1x Zanji
1x Irou
1x Enishi
1x Hand
1x Grandmaster

Spells: 15
3x Asceticism
3x United
3x Smoke Signal
2x RotA
3x MST
1x Dark Hole

Traps: 10
2x Breakthrough Skill
2x Double-edge
1x Safe Zone
1x Mirror Force
1x Dimensional Prison
1x Compulsory
1x Bottomless
1x Warning

Extra:15
1x Shi En
1x Catastor
1x N. Bast
1x N. Barkion
1x Psyhemuth
1x B. Rose
1x Scrap Dragon
1x Mist Wurm
1x Mechquipped
1x Leviathan
1x Utopia
1x Excalibur
1x Shadow Shi En
1x Giant Hand
1x Exiton Knight

Caiozzz disse...

Antes eu usava Fiendish Chain no lugar da Breakthrough, Magatama no lugar de Safe Zone, já cheguei a jogar com menos monstros tbm só que as vezes me travava, já joguei com o Spirit of the Six Samurai, mas tbm me travava, só rodava legal se viesse com o Grandmaster, que quase nunca vem na mao. Aí pensei em botar a Shien Dojo, que é uma carta muito inconstante, qdo vem numa mao legal faz um estrago, qdo vem numa mao +/- trava, aí botei tbm o Shien's Squire pra diminuir o risco da Dojo travar, mas por fim, retirei todas elas e investi mais em Spell/Trap já que meu Deck ficou muito Tech e meio sem proteção, então cheguei a essa deck list que escrevi aí, mas como eu to meio parado esses últimos meses, n sei se tá adequado ao formato, será q vc poderia me ajudar?

Felipe Leonel disse...

Seu Deck está relativamente bom. Eu não tiraria as Fiendish Chain para colocar Breakthrough Skill não. Six Samurai tem monstros frágeis e é preciso segurar o tranco em diversos aspectos, então a Fiendish Chain se torna útil pra parar um monstro até dentro da Battle Phase, entende?

Pra jogar no formato eu sugiro usar duas Dimensional Prison ao invés de uma Mirror Force e uma Prison.

Eu não gosto da Dark Hole de Main Deck, porque é uma carta que as vezes morre na mão sem uma utilidade na partida. Jogaria para o Side Deck.

Dos monstros, acho que o Irou é dispensável. Nessa sua base, você tem 7 monstros que eu considero uma boa variável para tornar sua mão morta ou te dar algum prejuízo (três Kagemusha, Irou, Zanji, Enishi e Hand). Eu não sei se você sabe, mas esses monstros fortemente dependem de um Kageki ou Kizan para ter uma valor em campo. Quanto menos monstros você rodar desse ai, melhor a probabilidade de você não puxa-los com facilidade na mão, e de certa forma não ter "Dead Card". Dificilmente você vai usar um efeito do Kageki pra descer um Irou ou Zanji junto com ele, não é verdade? Então sugiro ou você eliminar o Irou ou a Hand, por exemplo. Eu prefiro deixar a Hand.

No Extra Deck trocaria Catastor por Armades, que combate Fire e Ice Hand (são muitas no formato), além de ser útil contra Bujin e inimigo de Mirror e Prison.

Leviathan, Utopia e Shadow são monstros totalmente dispensáveis. O Shadow era útil quando se tinha Gateway, hoje em dia ele depende muito de uma situação de ter dois Level 4 + um Kageki pra ser algo "interessante", ou então ter uma United travada em campo, mas é algo raro, e não compensa muito colocar um Shadow em campo só pra isso e esquecer da situação de jogo. Esses Beater todos são funcionam de nada em um formato baseado em controle de jogo.

Bom, basicamente é isso que eu tenho pra te falar, espero que tenha te ajudado no pensamento, mas no meu post eu explico bastante a minha visão sobre como eu gosto de jogar com Six. Abraço. :)


Caiozzz disse...

Muito orbigado pela ajuda, tbm nunca fui muito fã de Zanji e Irou, mas com o tempo vi meu Deck ser facilmente ultrapassado pelos rivais e, como vc msm disse, Samurai é um Deck de dificil reconstituição. Tudo bem, sempre foi, mas antigamente vc podia jogar um Shi En com facilidade e outro em outro turno e ainda as set cards, hj com um Shi En só e sem Gateway o Deck já consegue ser batido mais facilmente e se vc joga uma boa quantidade de card pra fazer um Synchro e o oponente destroi vc meio q fica sem jogada, por isso coloquei o Zanji e o Irou, não com a intenção de Set Summon ou apenas para encher o Deck, mas eles funcionam bem com a Asceticism of the Six Samurai, o Zanji com o Kizan ou vice-versa e o Irou com o Enishi ou vice-versa, e da pra jogar um XYZ Rank 4, tudo bem que foge um pouco do padrão Negate(Shien/Naturia/Armades), mas as muitas vzs dá conta do recado e dá um leque maior de opções. Bom, sei que sua opinião deve continuar a mesma sobre esses monstros, mas só queria te explicar oq pensei pra acha-los úteis. Muito obrigado novamente! abç ;-)

Felipe Leonel disse...

Eu entendo perfeitamente a sua necessidade de fazer Xyz, o que não é uma coisa potencialmente forte em Six. Não é um deck que consegue sair fazendo Xyz como um Constellar ou Evilswarm faz, né? Se você entende que o Irou melhora essa oportunidade, beleza, siga a sua necessidade, da mesma forma que eu uso M-X-Saber Invoker. Não existe nenhum regra dizendo que é proibido pensar sozinho, e você tem que fazer isso mesmo. A minha opinião pode ser oposta a sua, mas você deve seguir o seu ideal.

Eu acho realmente que Six Samurai precisa de alguns novos suportes. Incluindo um que possibilite mais Xyzs. Um monstro Level 4 com um efeito semelhante ao do Wolfbark e com 500 (Spirit), 1700 (Enishi), 1800 (Kizan) ou 2000 de ATK (Shadow) seria fantástico.

Abraços, qualquer dúvida, só me procurar, ai podemos conversar mais a respeito dos destemidos samurais.

PS: Eu também uso o Zanji como staple no meu deck, só o Irou que não uso, mas já cheguei a testar um tempo atrás. E dependendo do formato, se Shaddoll ficar muito em conta, talvez o Irou se torne uma carta ainda mais interessante. :)

Caiozzz disse...

Sim! Com certeza! um card novo cairia muito bem a essa hora, ultimamente sairam cards pra Gravekeepers, Lightsworn, Blackwings (sem contar com a ban list né, que favoreceu bastante o Deck), mas Samurai ficou um pouco esquecido. Então vamos torcer pra que um novo Samurai surja ^^

Ah, e eu voltei a jogar com mais frequencia agora, e realmente, com 3x Smoke Signal e 2 RotA não é tão necessário ter tantos Samurais que não funcionam sozinho, somente com a Asceticism ou Kizan/Grandmaster, acho que na época que tinha apenas 1 searcher de cada era mais viável.

Aderval Junior disse...

Adorei as dicas. Mas eu tbm queria falar um pouco sobre o deck de six que eu estou tentando montar! Está difícil, pois na presente situação do metagame, eu simplesmente fico perdido! Poderia me ajudar?

Yu-Gi-Hoje!
Design por: Felipe Leonel - Tecnologia do Blogger
Copyright © 2015
Todos os direitos reservados
imagem-logo