quinta-feira, 3 de outubro de 2013

Sobe e Desce #6

Yo! Depois de milênios sem o nosso querido Sobe e Desce, trago mais um para vocês. Para quem não se lembra, nesse quadro eu trago um resumo das tendências do Card Game, e um pouco do que vem acontecendo de bom e de ruim no mundo de Yugi nos últimos tempos. Acompanhem:


Dragon Rulers

Dragon Rulers aparecem no topo da minha lista simplesmente porque, no último mês, eles provaram ser muito mais resistentes do que muita gente achava. Com o banimento dos quatro baby dragons, muitos acharam que os Rulers ficariam de fora do meta ou apareceriam de forma tímida, e foi exatamente o contrário disso que aconteceu. Os dragões voltaram ao TCG em um formato bem adaptado aos impactos promovidos pela banlist, focando mais em Synchro Summons do que em Xyz, e vêm dominando os grandes campeonatos levando inclusive o YCS Toronto. Com isso, não restam mais dúvidas que os Rulers não sairão do poder tão facilmente e merecem o topo do nosso Sobe e Desce.


Criatividade

Por mais que os Rulers estejam dominando os grandes campeonatos, é inegável que o jogo está passando por um momento de grande criatividade e variedade. Vários decks pegando tops em torneios, várias techs sendo experimentadas (Iron-Scrap Scarecrow, Mystical Refpanel...), vários decks com bastante potencial competitivo... Tá que tudo isso é comum quando o formato vira, mas sinto que nesse esses aspectos estão ainda mais exacerbados porque a banlist trouxe mudanças muito profundas ao jogo. Só espero que essa situação se mantenha nos próximos meses.

GravekeepersSaniwa-LVAL-JP-OP
Novos suportes para archetypes antigos

Se tem uma coisa que vem me agradando na Konami nos últimos tempos é essa onde de suportes a antigos archetypes que ela vem trazendo. Só nas últimas semanas, já foram revelados o maravilhoso Cyber Nova Dragon, os Tuners e Synchro Lightsworn que prometem dar uma nova cara ao deck e um novo Gravekeeper que, apesar de não ser tão bom, já é alguma coisa. Isso tudo é muito legal não só para os amantes desses grupos de monstros mas também porque colabora muito com a diversidade do metagame, ainda mais quando os suportes são tão bons quanto os que temos recebendo. Que essa tendência continue assim!

Synchros

Não tem como negar que os nossos amiguinhos brancos têm subido muito de uns tempos para cá. Além de serem peça fundamental no deck mais top do momento, o Dragon Ruler Plants, os monstros Synchros têm sido muito comentados e pimpados porque a Konami trouxe belos suportes a eles, como Angel of Zera, Star Eater, Drascension the Supreme Sky Dragon, etc. Isso sem mencionar o novo Synchro Lightsworn que vem aí e o Trishula que está de volta ao OCG e causando por lá.

Diferenças OCG/TCG

Pode ser implicância minha, mas eu realmente não curto essa separação imensa entre OCG e TCG que o novo formato instaurou. Não vejo nada de muito positivo nisso, e achava legal o jogo mais integrado, menos segregado, em que um americano podia jogar com um japonês sem grandes empecilhos. Pra ser bem sincero, nem sei dizer direito porque não gosto dessas diferenças, só sei que não gosto hahaha, será que sou só eu?

Heavy Storm banida

Sem dúvidas a mudança mais imunda da última lista, a única que vem me irritando. Não canso de repetir, o jogo sem Heavy é chato demais, no DN ou no Pro sou obrigado a ver o povo setar cinco cartas e passar o turno sem o menor medo de que algo possa destruí-las. Um jogo sem Heavy não é saudável, e esse excesso de Traps, na minha opinião, deixa tudo mais chato.

Então é isso pessoal, espero que gostem do post e não se esqueçam de deixar suas opiniões. Elas são especialmente importantes para esse quadro! Até mais o/
Comentários Facebook
9 Comentários

9 comentários:

Henrique disse...

teve + coisas nesse Sobe e Desce
só q falta lembrar oq é

BuBa disse...

Henrique, tive essa mesma sensação SUHASHAUSHAUSHAUSHASHAUS

Se lembrar de algo importante, posso completar o post ;)

White Knight disse...

Os caras do tcg esqueceram do Bestiary =/

Outro que poderia ir para o desce é o prophecy, que diferente dos dr, não seguiram no topo

Anônimo disse...

Talvez deva estar faltando um Sobe para o retorno de um dos principais tipos de monstros de qualquer jogo de cartas?(nao preciso falar qual é)


OBS:Por um lado a Heavy Storm fara muita falta sim,mas ela ja fez muitas vitorias,ajudou a desvalorizar muita trap criativa,era frustrante tomar uma heavy Storm SIM!
porisso acho que faltou um Giant Trunade limitado,nao custava nada ^^

Anonimo M.

Emerson Martins de Deus disse...

Vou contar uma história:
Era uma vez um cara que não ligou muito para Heavy banida, só achou um pouco estranho, mas um dia no DN o oponente invocou um monstro com 2000 de atk e setou todas as outras cartas em sua mão...
Acho que não preciso contar o final.

Lucas disse...

Acho que a heavy storm foi banida principalmente por causa dos fire fists que até agora infelizmente não ganharam nada mas é um deck muito divertido de usar.

E para as banlists ficarem sempre iguais a data de lançamento dos sets ocg e tcg tem que ser igual.

Álvaro Goudinho disse...

Bom post Buba o/
Mas discordo do banimento da Heavy storn
Pra min, esta carta foi banida para você prestar atenção em outras formas de limpar o campo.
Yu gi oh é uma card game com mais de 6 mil e la vai caralhada de cartas, e tem várias outras cartas que fazem o mesmo papel que a heavy storm nos decks, e aliás muitas vezes com um efeito mais eficiente e ainda por cima em 3 cópias.
Na minha opinião, as magics stamples que foram pegas pela banlist de setembro, foram banidas justamente para que o segundo item em alta do seu post esteja realmente em alta, já vi por aí muitas soluções bem criativas para substituir o SS do reborm, o controle da magic zone do heavy e o recicle do Avarice.
É verdade que tem muitas trap's e até um deck especifico só pra isso "chain burn", mas no entanto, vale lembrar que muitas das mais chatas stamples entre elas foram nerfadas também, e ainda existem diversos meios de lidar com elas principalmente na end phase....
Fora os anti-metas Simorgh, Royal Decree, Forbidden Lance e trap stun viraram stamples deste formato, os decks ja se adaptaram a lidar com magic zones lotadas...
Fora que com a heavy storm banida e com essa idéia de "vou setar tudo, pq num tem heavy" abre uma ENORME brecha para destruir a magic zone de seu oponente, ja que eles desacostumaram a defender com starligth road entre outras cartas que antes viviam nos deck por causa da heavy, então se vc arrumar outro jeito de limpar as magicas do oponente, as chances de ele estar desprevenido são maiores....
Quer uma sugestão de algo que esta em baixa?
Side decks anti meta.
No formato anterior, era comun um side deck FORÇADO no anti-meta, com 2/3 cópias de traps e hand trap que fodiam sem direito a cuspe os top tier's do formato como Lock bird, Imperiom Iron Wall, Soul Drain, anti-spell fragance e eradicator por exemplo, enfim cartas que atrasavam e matavam completamente os decks tier 1, ja basicamente eram são D-Rulers e Prophecy com alguns Evilswarns e Mermail ali e aqui de vez em quando.
o Side deck anti meta era TÃO EFICIENTE, que d-rulers levaram o caneco principalmente por causa da eradicator nos prophecys anti-meta (ja que os lv6 não estavam em alta no momento)
E esse novo formato criar side deck's anti metas que consigam lidar com todos os deck do formato até agora é praticamente impossivel, ja que como você disse o formato está diversificado e cheios e decks diferentes.
O jeito de criar o side mudou bastante neste formato....

Man El disse...

DESCE:

A vergonha na cara da Konami por limitar e trazer Sixth Sense pro TCG. T_T

Bruno Gutierres disse...

Tamo junto Buba, formato sem Heavy é noob e nojento.

Yu-Gi-Hoje!
Design por: Felipe Leonel - Tecnologia do Blogger
Copyright © 2015
Todos os direitos reservados
imagem-logo