segunda-feira, 7 de abril de 2014

Deck de Hoje: Scrap (Factory Engine)



E ai galerinha do mal, beleza? Atendendo a pedido de um de nosso leitores, estou trazendo um Deck focado no arquétipo de sucatas ambulantes e poderosas, os Scraps. Porém, aqui utilizarei os benefícios que a nova carta suporte, Scrap Factory,  traz ao arquétipo. Confiram só.


Já estou cansado de repetir que o Primal Origin é a coleção que promete fazer uma mudança muito bem vinda em diversos arquétipos existentes, e um deles, são essas criaturas estranhas que muita gente acredita ser Machine, mas, como muita coisa nessa vida, as aparências enganam. Os monstros Scraps passam longe de serem considerados um determinado Tipo especifico, e isso é algo bastante bizarro se levarmos em consideração as suas fisionomias, entretanto, se fomos parar pra pensar na lógica das coisas existentes em Yu-Gi-Oh!, veremos que muita coisa é estranha, e por isso não devemos encontrar explicação em tudo. Já estou falando nada com nada. Enfim, o Primal Origin acrescentará a Field Spell Card, Scrap Factory, que é uma carta que com certeza melhora em muito o desempenho do Deck, vamos entender o porque.

Deck List:



Monstros (15):

2x - Effect Veiler
1x - Redox, Dragon Ruler of Boulders     
3x - Scrap Beast
3x - Scrap Chimera
1x - Scrap Goblin
2x - Scrap Golem
1x - Scrap Orthros
2x - Scrap Shark

Mágicas (15):

1x - Dark Hole
3x - Mystical Space Typhoon
3x - Scrap Factory
3x - Scrapstorm
2x - Scrapyard
2x - Supply Unit
1x - Terraforming

Armadilhas (10):

1x - Bottomless Trap Hole
2x - Call of the Haunted
1x - Compulsory Evacuation Device
2x - Fiendish Chain
2x - Mirror Force
1x - Solemn Warning
1x - Torrential Tribute

Extra Deck:

1x - Crimson Blader
1x - Leo, Keeper of the Sacred Tree
1x - Scrap Archfiend
3x - Scrap Dragon
2x - Scrap Twin Dragon
1x - Star Eater
1x - Stardust Dragon
1x - Abyss Dweller
1x - Diamond Dire Wolf
1x - Evilswarm Exciton Knight
1x - Number 101: Silent Honor ARK
1x - Queen Dragun Djinn

Para aqueles que já virão filmes/animes baseados em robôs/metais/sucatas ou qualquer coisa do gênero, que se unem para criar algo maior ainda do que já são, ou então coisas do tipo, que conseguem se reconstituir, como o T1000 do Exterminador do Futuro 2, eu lhes digo, que uma das características do Deck Scrap, é a facilidade de recuperação, porque a destruição para eles, não significa o fim, e sim um grande recomeço. Em conjunto com esse fator, os monstros Scrap se distanciam do conceito de fragilidade, ainda mais quando juntam para trazer Bosses a campo, e esses, são monstros com muita força e impacto para aqueles que os enfrentarão. Olhem para a base Synchro do Deck, se vocês notaram, todos os monstros estão na faixa de Level 7 ou maior, e isso demonstra o que eu estou querendo dizer. Além disso tudo, é um Deck bem fácil de manipular (ou não) e que abrange diversas formas e combinações de jogo. Vamos a explicação sobre essa estrutura na qual montei, começando com a carta "mais importantes" até então:

Scrap Factory

(1) All "Scrap" monsters gain 200 ATK and DEF. (2) When a face-up "Scrap" monster is destroyed by a card effect and sent to the Graveyard (except during the Damage Step): You can Special Summon 1 "Scrap" monster from your Deck. You can only use the effect of "Scrap Factory" once per turn.


Essa é a carta na qual falei anteriormente, a Field Spell Card, que tem como função, acelerar o Deck e viabilizar o uso de certos monstros Scrap. Bom, a sinergia que essa carta possui com efeito base deles, é incrível, pois ao existir destruição (por efeito) de um monstro Scrap, eu posso simplesmente trazer um outro monstro Scrap do Deck para o Campo, não é dá MÂO NÂO, é do Deck, e para melhorar tudo isso, ela não especifica nenhum determinado Level, portanto, ela torna o nosso amigo Scrap Golem extremamente útil nesse estratégia. É claro que para não haver abuso dessa carta, a Konami restringiu seu uso, a apenas, uma vez por turno, então não tem aquela ideia de ficar ativando um Field atras do outro, como geralmente fazem com a The Gate of Dark World em certas situações, por exemplo. Scrap Factory funciona muito bem em conjunto com Scrapstorm (logo veremos mais a respeito disso), e dentro os monstros Scrap que irão se tornar viáveis com ela, estão Scrap Kong, Searcher, Shark e Orthros, na qual, passavam longe de serem usados em variações competitivas do arquétipo.    

Existem algumas peculiaridade sobre essa carta. A principio, eu não estava muito a fim de usar três cópias da mesma, porque do mesmo jeito que ela possa ser muito eficiente, também pode exercer bastante peso negativo dentro de um duelo, mas porque? Bom, é meio obvio que quanto mais cópias de certa carta eu estiver rodando no Deck, maior a chance de eu puxa-lá, de certa forma, isso é bom quando essa carta implica em uma forte influencia na mecânica do Deck, entretanto, Scrap Factory, é uma Field Spell Card com restrições, e apenas uma cópia dela, já o suficiente para se conseguir as jogadas importantes, então, se levarmos isso em consideração, é fácil perceber que mais de uma na mão, já não é uma coisa muito legal, praticamente as outras cópias, serão todas cartas "mortas", tanto na mão, como no Deck, quando a primeira for bem resolvida.

Todavia, Scrap Factory, é uma carta que faz uma grande diferença na forma como o Deck irá agir em campo, permitindo uma maior agressividade e força. Não te-la em mãos, pode tornar certas outras cartas do Deck, bem ruins na continuidade das jogadas (Shark, Golem e Orthros). Ela simplifica a ação de se fazer um Synchro Summon/Xyz Summon, coisa que é muito relevante.

Não vou negar que isso tudo gerou uma complicação na hora de definir a estrutura ideal para a divulgação dessa postagem, isso para minha pessoa, porém, após diversos testes e até mesmo uma conversa com um juiz de Yu-Gi-Oh! bastante experiente, eu cheguei a uma determinada conclusão: Scrap Factory é muito importante, e quanto mais cópias eu usar, maior será a minha garantia de ter sucesso no objetivo final, a vitória, porque de certa forma, ela possui uma sinergia muito grande com diversas outras cartas aqui dentro, e isso poderá me gerar uma certa vantagem de jogo, caso ela fique resolvendo com sucesso durante o processo. É muito fácil comparar o caso de Scrap Factory com The Grand Spellbook Tower, pois se ambas as cartas permanecer em campo gerando vantagem para o jogador, o adversário irá provavelmente ter problemas futuros, então é muito evidente que elas sejam alvos de Mystical Space Typhoon e etc, sem pensar duas vezes, então é por esse motivo que as vezes rodar três cópias não seja algo tão ruim assim (Spellbook roda apenas duas Tower, mas tem trocentas cartas que buscam ela).

Para apoiar essa ideia, Terraforming será a carta que fará a função de me auxiliar na busca desta carta, pois com certeza, é uma carta excelente para se ter na Open Hand, ainda mais se estiver em conjunto com as engrenagens certas.


Para ampliar um pouco mais o pensamento a respeito de Scrap Factory, irei abordar a segunda carta que eu considero mais relevante na estrutura, Scrapstorm.

Target 1 "Scrap" monster you control; (1) send 1 "Scrap" monster from your Deck to the Graveyard, (2) then draw 1 card, (3) then destroy that monster.

Essa carta já é bastante clássica no conceito de um Deck Scrap, e creio que é uma obrigação todo jogador usar três cópias dessa carta em uma Build tradicional do mesmo. É importante  lembrar que praticamente todos os monstros Scrap Tuners, exceto Scrap Mind Reader, tem a capacidade de adicionar um Scrap do Cemitério para a mão quando destruídos por um efeito de uma carta Scrap, então pronto! Bingo! Scrapstorm é a melhor carta para se encontrar isso, e de quebra, o jogador irá puxar 1 carta e fazer uma busca indireta. Como assim? Vou explicar uma situação baseada na estrutura do meu Deck criado:

Tenho em campo Scrap Beast, ativo Scrapstorm, selecionando Beast. Resolvo Scrapstorm, enviando Scrap Chimera do Deck para o Cemitério, então compro 1 carta, e por último, por consequência destruo o Beast. Nisso, Scrap Beast irá ativar seu efeito:

If this card is destroyed by the effect of a "Scrap" card and sent to the Graveyard: You can target 1 "Scrap" monster in your Graveyard, except "Scrap Beast"; add that target to your hand.

Então eu selecionarei o próprio Chimera que eu tinha enviado para o Cemitério com Scrapstorm, ganhando na verdade, 1 draw e um Scrap Chimera quase gratuito.

Vale lembrar que a mesma situação acontece com Scrap Orthros e Goblin, então não necessariamente isso tem que acontecer com o Beast, mas logicamente, é a melhor opção.

Pelo fato de ser uma Quick Spell Card, pode ser uma excelente forma de usar em resposta a cartas do oponente, como Bottomless Trap Hole, Torrential Tribute, Compulsory Evacuation Device, Mirror Force, Dimensional Prison e etc.

Mas o ponto ideal dessa carta, é quando Scrap Factory está em campo. Scrapstorm é um grande meio para explorar a capacidade da Field, disparando-a quando um Scrap é destruído em sua resolução. Nesse caso, levando em consideração todos os benefícios iniciais que a Scrapstorm gera sozinha, teremos ainda, a adição de um monstro Scrap a campo, que 80% das vezes, será o Scrap Golem. Pensando nessa situação, e se isso fosse aplicado no turno do oponente (End Phase)? Putz, teríamos então a grande probabilidade de trazer Scrap Twin Dragon e Scrap Dragon juntos em um único turno, já que Scrap Factory traz Golem a campo, e Beast/Scrapstorm buscam o Chimera pra mão. Isso faria um grande estrago (as vezes irreversível), dependendo do contexto do jogo, não acham?   

Beleza, deixando de lado Scrapstorm agora, vamos ao outro ingrediente muito bom para se usar em conjunto com Factory. Scrap Shark:

(1) When an Effect Monster's effect or a Spell/Trap Card is activated, destroy this face-up card on the field. (2) If this card is destroyed by the effect of a "Scrap" card and sent to the Graveyard, you can send 1 "Scrap" monster from your Deck to the Graveyard.

É um monstro suicida, pois qualquer carta que ativa em campo, ele se mata sozinho em resposta. Individualmente falando, ele é um monstro muito ruim, e que não tem muitas funções dentro desse Deck. a não ser o fato de ser um Foolish Burial ambulante, que pode até bater com 2100 de ATK (isso já não é garantia). A escolha de uso desse monstro, está totalmente ligada a Scrap Factory, e posso adicionar Supply Unit dentro disso também. Creio que seja meio obvio o motivo, é quase como se fosse um Scrapstorm, só que menos "bombástico", digamos assim. Algumas peculiaridade importantes sobre esse monstro, é que seu efeito de se destruir não gera chain, e será a última coisa a acontecer na resolução da chain, semelhante ao que acontece com Spirit Reaper, por exemplo. 

Vejamos um combo básico que essa carta pode gerar junto com Factory:

Fiz Normal Summon do Scrap Shark, ativei Scrap Factory. Shark se mata. Nisso, Factory e Shark irão disparar efeitos simultâneos, e eu irei usar Shark como Chain Link 1 e Factory como Chain Link 2. Chain Link 2 resolve primeiro, trazendo Scrap Golem a campo, e logo em seguida, Chain Link 1 se aplica, podendo eu enviar tanto Beast como Goblin para o Cemitério. Com isso, terei a possibilidade de fazer Synchro Summon de Scrap Dragon ou Scrap Twin Dragon.

Porque Factory como Chain Link 2? Porque se eu definir o contrário disso, irei gerar uma perca de tempo na ativação do Field. Factory sempre tem que ser a primeira coisa a resolver na Chain, por causa do seu "When" + "you can...". O mesmo vale para situações que envolvam Scrapstorm. Porém, é importante esclarecer que Factory irá perder o tempo se um Scrap for destruído por um efeito que ativou como Chain Link 2 ou maior.

Espero que tenha ficado bem entendido o que eu expliquei acima. Dando continuidade, como eu tinha dito, Supply Unit está integrada a Deck List que montei, uma carta bastante recente, que lançou no Starter Deck do Yu-Gi-Oh! ARC-V no formato OCG. Efeito dela:

Once per turn, if a monster you control is destroyed by battle or a card effect: Draw 1 card.

Temos ai mais uma carta que atende muito bem ao efeito do Scrap Shark e Scrapstorm. Supply Unit é uma carta continua, que terá uma capacidade muito boa de fornecer um draw constante ao jogador, contanto que algum monstro do mesmo, seja destruído. Seu efeito é Trigger mandatório, portanto, irá resolver, independente da situação, a não ser que seja destruída antes. Funciona muito bem com  Factory, pois ela não atrapalha na resolução da mesma, mas que de certa forma, possa causar muita confusão na organização de uma Chain Link. Exemplo:

Tenho Scrap Factory, Supply Unit e Scrap Beast no campo. Na mão, eu tenho Scrapstorm. A chain se resolve dessa maneira:

Ativo Scrapstorm selecionando Scrap Beast. Mando um Scrap para o Cemitério, então puxo 1, e por último, destruo o Beast. Nisso, Beast, Supply Unit e Scrap Factory irão ativar simultaneamente seus efeitos, dando inicio a uma nova Chain. Então eu irei definir a ordem de ativação de cada carta. Chain Link 1 será Supply Unit, porque efeito mandatório sempre entra primeiro que opcional em uma Chain. Chain Link 2 é o Tuner que irá selecionar um Scrap no Cemitério, e por último Chain Link 3 é a Field Spell (sempre tem que ser a primeira a resolver na Chain). Resolvendo, eu primeiro faço Special Summon de 1 Scrap do Deck, em seguida, pego o Scrap selecionado por Beast para mão, e em último lugar, eu puxo 1 carta.  

Outro exemplo:

Tenho Scrap Factory ativa no campo. Na minha mão, tenho Scrap Shark e Supply Unit. Posso resolver da seguinte maneira:

Faço Normal Summon do Scrap Shark, em seguida, ativo Supply Unit. Então, Shark irá se destruir. Factory, Shark e Supply Unit irão ativar seus efeitos simultaneamente. Consequentemente eu defino que Unit é Chain Link 1 (Trigger Mandatório), Shark é Chain Link 2 (Trigger Opcional "If") e Factory é Chain Link 3 (Trigger Opcional "When"). Resolvendo, faço Special Summon de 1 Scrap do Deck, mando um Scrap do Deck pro Cemitério e depois puxo 1 carta, seguindo necessariamente essa ordem. 

Deu pra entender mais ou menos essas situações básicas que ocorre bastante? Vamos lembrar que nisso tudo, não temos nenhuma intervenção do oponente , e isso pode mudar o rumo das coisas, com certeza. Para aqueles que não gostam de Decks que trabalham em cima de muitas chains, esse aqui é um tipo de Deck que vocês irão amar jogar (ironia).

Lembram quando eu disse que Scrap Factory é um tipo de carta que o oponente não irá pensar duas vezes de usar uma Mystical Space Typhoon e afins? Então, para Supply Unit isso pode ser uma vantagem, já que os olhares não ficarão tão atentos a essa carta, podendo acabar, por coincidência, se livrando de alguma destruição, por causa dos recursos gastos do oponente com Factory, por exemplo. 

Bom, a minha escolha por usar apenas duas cópias, está no fato de achar que esse número é o suficiente, já que é uma carta continua, existindo uma possibilidade de três cópias atrapalharem o desempenho do meu Deck, já que eu levo em consideração que puxar ela no meio de uma partida (Mid Game), algo ruim. Mas, não vejo problema em que use três cópias não, creio que aqui possa entrar mais o gosto pessoal. 

Para aqueles que querem elaborar uma build voltada para jogar apenas no formato pós Primal, recomendo trocar essa carta por Upstart Goblin, e substitui lá em Agosto por Supply, quando o Starter Deck lançar. 
  
Continuando o assunto, já expliquei grande parte das cartas que posso considerar bastante diferentes na estrutura, faltando apenas mais uma carta, Scrap Orthros:

This card cannot be Normal Summoned or Set. This card can only beSpecial Summoned by controlling a face-up "Scrap" monster. When Special Summoned this way, select 1 face-up "Scrap" monster you control, and destroy it. If this card is destroyed by the effect of a "Scrap" card and sent to the Graveyard, you can select 1 "Scrap" monster in your Graveyard, except "Scrap Orthros", and add it to your hand.

A função desse cara, é entrar em campo, matar algum amigo ou morrer (cruel), só pra ativar o efeito da Scrap Factory/Supply Unit. Quase igual ao Shark, porém serve para situações diferentes e o resultado varia muito de acordo com o contexto do duelo. Uso apenas 1 cópia, porque é um monstro que não pode ser Normal Summon, depende muito da presença de um Scrap em campo, sem contar o fato de ser totalmente buscável (Scrapyard) e até mesmo reciclável. Ter dois desse monstro em mão, é algo muito ruim.


      

O que falta agora é falar sobre as cartas comuns de um Deck Scrap. Esses quatro caras que estão ai em cima fazem parte desse grupo. São dois Tuners, na qual, um deles já foi muito citado aqui no post, o Scrap Beast. Vimos que ele tem uma sinergia muito grande com  Scrapstorm, e creio que eu possa dizer o mesmo do Scrap Goblin, porém, aqui o Level fala mais alto, então Beast se torna uma engrenagem mais priorizada.

Em tese, esses dois cara não são muito uteis na mão, a não ser que tenha a Scrapstorm em conjunto com eles. Em contra partida, eu quero que estejam no meu Cemitério, porque os dois caras da direta irão usufruir dos Tuner que estiverem nesse lugar, fazendo Special Summon deles constantemente. Então, o único que recebeu preferencia no uso de três cópias, foi o Beast, porque realmente é uma boa te-lo em campo para se usar Scrapstorm. Já o Scrap Goblin, eu dificilmente quero te-lo na mão, a presença dele conta muito mais no Cemitério do que em campo. Não é pelo fato dele não ser destruído por batalha, que eu vou  precisar rodar várias cópias do mesmo, não é verdade? Até porque eu estou jogando com Deck que quer apresentar ofensividade, não o contrário disso. Outro motivo significante, é a presença de Scrapyard no meu Deck a carta de busca que o arquétipo contém. Pra falar a verdade, também não optei por usar três Scrapyard, porque realmente não existe a necessidade de se ter os Tuners em mão, só no caso de Scrapstorm, ou então, pegar o Orthros para algum combo, fora isso, são cartas muito lentas para o desempenho favorável do Deck.

Vamos lembrar que o uso do Cemitério é muito grande, sempre vai ter algum monstro trabalhando com ele. Golem e Chimera fazem parte desse grupo. Ambos irão frequentemente estar invocando os Tuner do Cemitério para o campo, então, se eu tenho esse tipo de ideia, porque eu iria querer usar dois ou mais Goblin? Até porque, o próprio Chimera só faz Synchro de monstros Scrap, e o único Synchro Level 7 que o Deck possui, não é nada mais, nada menos que um Scrap Archfiend Beater com 2700 de ATK. Contrário ao Beast, que pode ser usado para Xyz Summon em conjunto com Chimera, dependendo da situação, e é um outro grande motivo para se usar três Beast  O Deck não faz o tão poderoso Black Rose Dragon, por exemplo, triste para aqueles que ficaram perguntando ai "Mas e o Black Rose? Mas e o Black Rose?", calma crianças, aqui não é possível.

A Scrap Factory, não especifica nenhum tipo de Scrap que o jogador tenha que invocar, entretanto, não é pra menos que o Scrap Golem tenha uma maior consideração aqui dentro. Esse bicho faz Scrap Dragon e Twin Dragon soltando peido. E se eles forem destruídos, você pode retornar o Golem de volta pro campo pra tentar de novo, é quase uma lastima para o oponente. Alias, pensar em destruição por batalha é quase impossível, ainda mais tratando de Metagame, onde quase nenhum monstro supera a marca dos 2800 direito. Vamos lembrar que o boost de ATK da Factory complica mais ainda, ficando praticamente um Deck quase todo com capacidade de um forte Beatdown. Fora isso, Golem pode fazer todos os outros Synchro Level 8 que o Deck possui, diferente do Chimera, que só faz Scrap Dragon e Scrap Archfiend, ai já dá pra notar uma grande diferença na brincadeira.

O uso de duas cópias do Golem é mais do que suficiente, porque ele só vai prestar dentro do Deck/Campo, e não na mão. Na mão ele é uma carta extremamente morta, vai ficar dependendo de uma situação para fazer Normal, porque fora isso, não existe quase nenhum meio de descarta-lo. Já o Chimera é diferente, porque esse monstros sim, você vai querê-lo na mão, então três, sem mais.



Voltando novamente a ideologia do poder de ATK, como eu disse, dificilmente o jogador oponente vai ter tanta potencia para brigar na porrada com os monstros Scrap, então o que ele fará para passar por cima deles? Usando efeitos das cartas dele, claro. Então é importante ter um pouco de controle sobre as ações que ele for exercer, e no que se condiz a monstros, a melhor forma, é negando os efeitos  que forem surgindo. Nisso, eu optei por usar duas cópias de Effect Veiler e Fiendish Chain. E até mesmo eu não veria problema em mudar essa variação, tipo com três Fiendish Chain e uma Veiler, ou apenas três Fiendish e tal, eu mesmo testei o Deck com essas outras formas e aprovei também. Então porque essa formação? Bom, eu só quis nivelar, pelo fato de ter Redox, Dragon Ruler of Boulders  para fazer Synchro com Veiler, mesmo que seja algo muito condicional, e de certa forma, é uma coisa ruim ficar abrindo brechas para condições bem baixas. Porém, a Veiler apresenta controle no primeiro turno do oponente que está começando a Match e não toma tanta resposta como Fiendish Chain. Tá certo que os caras não dão muita facilidade pra Factory, então as vezes a Fiendish Chain pode ficar mais tranquila, mas creio que é importante tentar manter os Scraps Synchros bem saudáveis em campo.


Por último, uma das melhores cartas do Deck, a Call of the Haunted e nada menos que o já citado Redox. Como eu expliquei, Deck Scrap trabalha muito com Cemitério, então ter algo que fique ressuscitando os monstros é fora de série. Imaginem só fazer um Synchro usando o Golem, e depois trazendo ele de volta a campo para fazer outro Synchro, bem massa, né? E tanto COTH como Fiendish Chain, são alvos nulos para Scrap Dragon e Twin Dragon. O Redox, é um Dragon Ruler, e como todo Dragon Ruler, é um monstro muito babaca. Ele pode servir para descartar um possível Scrap Golem preso na mão, e por consequência, ressuscitar o mesmo. Fora isso, tem 3000 Pontos Defensivos e faz Synchro Level 10 e 11 com facilidade aqui dentro.


OTK

Para os aficionados por OTK, é possível dar um OTK. Confiram só os combos:

Você precisa ter Scrap Factory ativa, Scrap Beast no campo e uma Scrapstorm setada. Isso tudo no turno do oponente. De preferencia na End Phase.

Ative Scrapstorm, selecione o Beast. Envie Chimera para o Cemitério, puxe 1 carta e destrua o Beast. Após isso, efeito do Beast ativa em conjunto com Factory simultaneamente. Beast Chain Link 1, Factory Chain Link 2. Special Summon Golem do Deck e pegue o Chimera no Cemitério para a mão.

No seu turno, faça Normal Summon do Scrap Chimera, revivendo Scrap Beast. Com os dois, Synchro Summon Scrap Dragon. Ative o efeito do Golem e traga de volta o Scrap Beast a campo. Ative o efeito do Scrap Dragon, supondo que seu oponente tenha alguma carta em campo, selecione uma carta dele e seu Scrap Beast. Se o oponente não responder, destrua os dois. Nisso Factory e Beast irão novamente resolver da mesma forma, trazendo outro Golem a campo e pegando Chimera pra mão. Com o segundo Golem, faça Special Summon do Beast novamente a campo.

Com os dois Golem, faça Xyz Summon do Shark Fortress. Pronto. OTK já armado. Você pode selecionado o Scrap Dragon para bater duas vezes no oponente.  Só nisso, o poder desse OTK equivale a 10200 de Dano, lembrando que Factory aumenta mais 200 o poder de cada Scrap.

Claro que esse OTK precisou da ajuda de um carinha que eu não uso no Deck, Shark Fortress, mas caso alguém queira testar, tranquilo.


Conclusões Finais

O resto das cartas que eu não citei nesse Deck, são as staples. O que eu tenho a dizer, é que todas elas vão exercer o papel de garantir uma consistência e controle maior de jogo. Nada mais que isso. E pensando em um cenário competitivo, esse Deck é voltado a enfrentar o nosso atual Meta TCG, não o OCG, a para o formato pós Primal, necessitará de mudanças de variações para se encaixar bem contra Artifact, por exemplo. Mas pensando para o momento de agora, talvez essa Deck List seja a melhor testada por mim, tendenciando algo mais genérico relacionado a Scrap, sem pensar muito em misturas que eu possa exercer com o mesmo.

Não vou explicar o Extra Deck, porque em grande parte, são carta já bem conhecidas, tirando a Queen Dragun Djinn, que para quem não sabe, é uma invocadora de dragões do Cemitério, que ao mesmo tempo os protege de não serem destruídos por batalha, ela serve exatamente pra trazer o Scrap Dragon ou Twin Dragon de volta a campo. Gostaria de ressaltar que o Diamond Dire Wolf funciona quase como um mini Scrap Dragon nesse Deck, só vocês observarem o efeito dele.

O Deck em si tem uma pegada forte, e é bem legal de se jogar, todavia, pode confundir o jogador na hora de organizar as Chain Links, mas isso vai de adaptação de acordo com o tempo. E ai? O que vocês acharam? Curtiram? Se vocês tiverem estratégias diferentes, comentem ai em baixo. Valeu?

Para encerrar, eu deixo pra vocês um vídeo com um pouco de Scrap voltado a Pendulum Summon:


Abraço a todos e até a próxima.
Felipe Leonel
Comentários Facebook
13 Comentários

13 comentários:

Revenge disse...

Execelente post, bem elaborado e mtu bem explicado...Vou testar o deck dps..ja havia usado eles por tempo usando Photon Thrasher e Chamaleon para auxiliar na invocaçao dos Scrap Synchros era bem 4fun mesmo mas era legal até.

Marcio disse...

Pfvr, li td antes de sair. *-*

Sem duvida um dos posts mais completos que vi, o menininho que pediu ele deve estar orgulhoso agora e.e

Parabéns :)

White Knight disse...

Citando os amigos acima, post muito bem elaborado e explicado. E falo em nome de todos os leitores que estamos orgulhosos com o seu trabalho no Hoje. Parabéns.

viciado disse...

Aew niggas tem como vcs fazerem um deck evil hero com gogogo?

Marcio disse...

@Viciado

Eu tenho comigo justamente o deck do seu pedido, que foi feito por um colega meu (Halley <3) eu posso prometer um post com dicas pra esse tipo de deck, só ter um tantinho de paciência :)

Gabriel Souza disse...

Ficou ó... Uma dlç.
Sofri para ler o post todo, mas tá valendo.

P.S.: Tem problema se eu netdeckar essa list aí? -q

Carlos Alberto Alberto disse...

Parabéns pela postagem.

Anônimo disse...

Um meklord wisel cairia bem ai nao acha?

armagedonnn disse...

Post impressionante, bem detalhado e completo, só precisou de uma pequena revisão de texto, tinha uns errinhos bobos mas nada q atrapalhou o entendimento. Seria otimo alguma ajuda nos decks ghostricks e infernitys, faz um tempinho q não jogo yugi e voltei agora

Felipe Leonel disse...

@Revenge

Muito obrigado, abraço.

@Marcio

Exagero seu, mas com relação ao objetivo, procuro fazer sempre algo pelo menos "legal".

@White Knight

Valeu, abraço.

@viciado

Marcio está dizendo que fará, Fique no aguardo. Valeu.

@GabrielSouza

Pode testar o Deck a vontade. Inclusive altera-lo ao seu jeito.

@Carlos Alberto Alberto

Obrigado, valeu.

@anônimo 18:31

Rapaz, eu não usaria nessa Build, talvez com uma adaptação e mudança na variação, pode ser. Você pode testar. :)

@armagedonnn

Eu não tive muito tempo pra revisar totalmente os textos, fiz quase como um "Chico Xavier" da vida, psicografando haha. Mas logo mais eu reviso e dou uma arrumada nas concordância e normas. Pode deixar que faremos postagens sobre Ghostrick e Infernity, só ter calma. Valeu, abraço.

Anônimo disse...

Post ultra fodão, isso sim que é um exemplo de qualidade de post sobre deck

Anônimo disse...

Felipe, faz post sobre Gusto?

Felipe Leonel disse...

Farei sim, aguarde.

Yu-Gi-Hoje!
Design por: Felipe Leonel - Tecnologia do Blogger
Copyright © 2015
Todos os direitos reservados
imagem-logo