quinta-feira, 9 de janeiro de 2014

Sobe e Desce #8

Preparados para mais um Sobe e Desce, que dessa vez falará exclusivamente das mudanças trazidas pelo recém-chegado formato de Janeiro?

Kibei do WC e não me arrependo u.u


Fire Fists

O formato ainda é jovem demais para qualquer coisa estar definida, mas uma tendência que eu tenho observado é o domínio dos Fire Fists. A soberania das backrows somada à ausência de um deck forte demais (leia-se Dragon Rulers) tornaram a situação ideal para a nação do fogo, que ainda ganhou uma Tenki a mais de presente da última lista. Não é à toa que se você for olhar as discussões sobre Side Deck e metacall em blogs de Yu-Gi-Oh ao redor do mundo, os Fire Fists são sempre abordados como prioridades e a matchup contra eles sempre é tida como das mais importantes, sem contar que em torneios pequenos do TCG e mesmo no DN eles estão sendo muito vistos. São minhas apostas para deck odiado da vez!

Spellbooks e Mermails

Esses dois decks são os mais cotados para formar o Big 3 do formato junto dos Fire Fists. E por mais que na minha modesta opinião as bestas de fogo estejam um pouco acima deles no momento, não tem como negar que eles também estão ocupando uma posição de bastante destaque. Se querem saber, acho que será uma disputa bem apertada entre os Fire, Water e Spellcasters, até porque cada um desses decks tem suas vantagens e desvantagens, o que ao meu ver é algo positivo porque sem um deck que seja muito superior aos outros o formato tende a ficar mais diverso, mais divertido. 

Bujin, Constellar e Evilswarm

Vejo esses três correndo por fora quando o assunto é metagame, pois todos eles têm boas chances de se tornarem grandes forças no cenário competitivo. Bujins adoram a ausência de Heavy Storm e são possivelmente o deck mais chato do formato, com a estratégia insuportável de colocar um Yamato em campo e não deixá-lo sair DE JEITO NENHUM. Além disso, deixa chegar a Trap nova deles para verem o que é bom. Constellars são bem versáteis e têm acesso tanto aos melhores monstros de Rank 4 (101, Exciton Knight, Paladynamo...) quanto aos de Rank 5 (Pleiades, principalmente). Já sobre os Evilswarms é aquilo de sempre, vai depender muito de como o formato se estruturará para sabermos se eles serão relevantes ou não. Seja como for, esses decks estão sendo bem vistos por aí e ainda vão dar o que falar. Ps: podem incluir nessa lista Inzektors, Geargia Variants e talvez Dark Worlds.

Backrow Hate

Como vocês com certeza já perceberam/vivenciaram, esse formato sem Heavy dá espaço a muitas Traps, o que por sua vez dá uma grande importância a cartas de Backrow Hate como MST e Dust Tornado. Reparem como essas duas estão sendo muito vistas e se tornando presenças obrigatórias em praticamente todo deck, fora Trap Stun e Seven Tools que também estão em alta pelos mesmos motivos e os Twisters frequentes nos Side Decks. Curiosamente, apesar dessa tendência, ando vendo pouco Night Beam. Por que será que estão optando por deixá-la de lado?

Artifacts e Primal Origins

Os Artifacts estão dando o que falar, seja por sua Spell mal-interpretada, seja por seus efeitos diferentes, seja porque eles são bem melhores do que muitos imaginaram. Se eles terão destaque competitivamente eu não sei, mas é bom que fiquem de olho neles. Não apenas os artefatos mas o booster deles como um todo, Primal Origin, está com cara de que será muito bom, recheado de suportes para tudo quanto é arquétipo. Madolche Angelly vem aí, preparem-se!

Rank 8

É impressão minha ou o Rank 8 está em alta? Vários decks descobriram meios de abusar deles, como os Dragon Rulers com Mythuc Dragons, e agora eles estão dando dor de cabeça em plataformas variadas com destaque à recém-chegada Sylvan. Grande parte dessa moda Rank 8 se deve ao Felgrand Knight, um Xyz maravilhoso capaz de decidir duelos por conta própria. Além dele, destaque para Sylvan Morigami Alsei que também dá muita dor de cabeça se usado com sabedoria. 


Dragon Rulers


MASOQ? Talvez me apedrejem por colocar os Rulers no Sobe após a lista de Janeiro, mas estou os colocando aqui porque apesar das adversidades eles continuam viáveis! Muita gente (inclusive eu) deu a morte deles como garantida quando o anúncio da limitação de todos foi feito, mas eles têm provado que realmente são duros de matar aparecendo em diversas builds no DN, com destaque para essa aqui da Amanda Lapalme que pelo visto roda muito bem. É claro que em comparação com o que eram no passado os Rulers cairiam e muito, porém se levarmos em conta as adversidades e o destino que lhes era reservado, o Sobe é muito merecido.


Magician of Flop

A afamada Maga da Fé copiou sua colega Tsukuyomi e flopou bonito depois de seu badalado retorno ao jogo. Não me levem a mal, ela está longe de ser uma carta ruim, mas é muito lenta para o jogo atual e simplesmente não compensa gastar um slot do deck com ela, ainda mais agora que as principais Spells staple estão banidas. Talvez os Spellbooks ainda deem uma utilidade para ela por causa da sinergia ótima que Faith tem com o deck, mas de modo geral, não a vejo sendo nem um terço do que muita gente achava que seria.

Backrow Demais

Para finalizar, uma opinião pessoal minha que eu sempre deixo nos meus posts: não gosto desse formato com backrow demais, acho atravancado e acho que tende a uma certa noobice. Opinião pessoal mesmo, porque há quem goste dessa coisa mais lenta/control. #voltaHeavy

Por hora é só pessoal, se discorda de alguma coisa, concorda, ou quer simplesmente falar qualquer coisa sobre o post, deixe seu comentário! Ah, e desde já, desculpem-me eventuais esquecimentos, começo de formato nesse jogo é movimentado demais e.e
Comentários Facebook
15 Comentários

15 comentários:

Emerson Martins de Deus disse...

Muito bom, citou muitas coisas que eu e provavelmente muitos players perceberam, não sei vocês, mas para mim, este meio tempo em que o Legacy(que é a ultima oportunidade dos NK subirem ao topo), e o Primal que tem muitas chances de desequilibrar o jogo... enfim, esse meio tempo é o "metagame dos sonhos", DN muito variado em decks, e você consegue topar com vários sem problemas, sinceramente nem estou mais sentindo falta da Heavy Storm. A Magician of Faith só deu um susto em alguns jogadores, mas eu nem estou usando ela no deck, acho desnecessária e desacelera meu jogo.

Evilswarm eu acho que ainda vão topar muitos por aí, atualmente é o único archetype poderoso o suficiente para não se importar com backrows, graças a pandemic. FF finalmente tiveram a oportunidade de mostrar que não são Fail Fists, já Mermail se tornou um deck bem comum de vencer, não é mais aquele deck que dava medo só de ouvir o nome.

Falando sobre o que o Buba disse no finalzinho do post, eu não postei até agora pois estou muito empolgado com o formato, e acabo que fico no DN o dia inteiro e não consigo pensar no que postar e.e

Decks que testei que ficaram 100% até agora foram Fire King, Fire Fist 3-Axis, Fire Fist 4-Axis e Wind-Up.

BuBa disse...

Veleu Emerson ^^

O formato tá bem legal por enquanto mesmo, infelizmente a tendência é a diversidade cair depois dos primeiros grandes campeonatos. Mas espero que eu esteja errado e ela se mantenha .-.

Wanderley Cristante disse...

pode usar o baner buba, eu fiz pra todos *.*

realmente FF tendem a ser o deck odiado da vez, talvez esse seja o motivo de nao usarem night beam e sim syclon, pq ela é guick play e da pra usar no turno do oponente oque é perfeito contra as tenki da vida.

#VoltaHeavy

Thiago Machado 777 disse...

muito bom o post, so gostaria de saber a formula ou o deck que voce pra vencer ou dizer que esta sendo "comum" vencer mermail. Isso se deve ao side ou ao proprio deck?

Bruno Gutierres disse...

É por isso que eu adoro os posts do Buba... #VoltaHeavy

Henrique disse...

Sobe para Hieratic, eles tem sua propria Heavy Storm e pelo que eu vejo grande parte dos TOPS do DN estão usando-os já surrei uns 5 essa semana.

Makoto Kazuma disse...

e verdade Henrique o TOP 5 do DN so tem Fire Fist 3/4(so o 4 axis n e tao rapido) , Hieratic e DW

Makoto Kazuma disse...

e verdade Henrique o TOP 5 do DN so tem Fire Fist 3/4(so o 4 axis n e tao rapido) , Hieratic e DW

Anônimo disse...

Herald Best não entra na tier list? Eles estão assustadoramente fortes!!!! Até mais que DW, Mermails e Hieratic

Emerson Martins de Deus disse...

@Thiago, acho que ambos, hoje em dia temos cartas como Skill Prisoner, que impedem os Mermails mais pequenos de destruir nosso campo, e também tenho assistido uns duelos e tem muita gente usando eles, mas o problema é que esses mesmo duelos eu acabo vendo o cara de Mermail admitindo a derrota, e os Mermails que eu enfrentei até agora não foram problema. Só estou dizendo que já faz algum tempo que o deck não é mais o mesmo.

Anônimo disse...

Anon das 07:49, você quis dizer Heraldic Beast? Não é?
Se for, concordo contigo.

Ps. Carlos

Carlos Alberto Alberto disse...

Devido a evilswarm com o ophion não acho que hieratic vai ser consistente nesse formato,um dos meus decks favoritos...o negócio é jogar de rank 4 mesmo pra ver no mais o post ta show de bola...Parabéns

BuBa disse...

Putz, é verdade, faltou os Hieratics que estão bem em alta, mals pelo esquecimento e.e

Os Heraldic Beasts estão mesmo bem fortes, mas não sei se se manterão assim por muito tempo.

Anônimo disse...

nao falei q o fishborg blaster precisa ser liberado para dar um Up nos marmails???

mas tem um combo interessante com o Fishborg archer e Zenmaines q pode ser mais explorado pelo deck.

ps: WC

Álvaro Goudinho disse...

Ótimo post^^
Bom, dizendo resumidamente, no atual cenário do jogo estão alta decks com uma forte base xyz de lv 3/4 (heraldics, Bujins, Fire Fist, Evilswar, maldoche, constellars....
esses decks estão realmente brotandodo chão em qualquer cenário (virtual ou real)
Tirando eles, temos variáveis Light e Dark em alta também como Gravekkepers, Agents, Chaos Dragons,Ligthworns Darck World entre outros.
Plants também estão em alta seja com decks plants syncrho (graças a Lonefira Bloson), com os novos shinras (sylvia não ficou muito legal -_-) não é difícil você encontrar decks plants hoje em dia também (não com a mesma popularidade dos lvs 4, mas são bem populares).
D-Rulers e Noble Knights ainda vão aperecer em peso no formato, pra mim é uma questão de tempo....
Agora, em baixa temos o antes badalado CRIMSOM BLADER que agora está com sua popularidade la em baixo, já que o formato está mais versátil e sem muitos decks com monstros de alto nível.
Prophecys e Mermail, na minha opinião, não apresentaram nenhuma reação nesse começo de formato, não enfrentei nenhum deles e nem ouvi falar de algum deck significativo que tenha feito estrago por aí a fora.
de fato a maga da fé, realmente fez um barulho enorme quando foi desbanida, mas até agora não fez nada de significativo no metagame.
o/

Yu-Gi-Hoje!
Design por: Felipe Leonel - Tecnologia do Blogger
Copyright © 2015
Todos os direitos reservados
imagem-logo