sábado, 18 de janeiro de 2014

Falando um pouco sobre Meta Game - Oi, eu sou o Kaos


Olá galera, tudo bom? Antes de qualquer coisa eu gostaria de me apresentar, meu nome é Felipe, entretanto, sou muito conhecido como Kaos, e me familiarizo com Yu-Gi-Oh! desde os 10 anos de idade, mais ou menos, hoje tenho 21, mas comecei a me aproximar do jogo competitivo em meados de 2009, e sim, para aqueles que devem estar pensando, eu sou o líder do clã God of Death, na qual faço 99% das postagens dentro do Blog de lá, e bom, recebi o convite de meu amigo de clã, Yan, para fazer parte dessa equipe de redatores do Yu-Gi-Hoje!, e aqui estou eu. Meu Deck favorito é Six Samurai, e eu não nego a ninguém que sempre gostei deles e sempre irei continuar gostando, e eles mesmos já tiveram uma grande importância no Meta Game, e é sobre isso que meu poste de hoje irá retratar, não dos Six Samurais, mas sim sobre o famigerado Meta Game, que é aquele que rege o jogo ao seu gosto, e que impõe a sua vontade sobre os jogadores, tanto diretamente quanto indiretamente.

Entretanto, o foco dessa postagem é falar sobre um fator predominante dentro desse formato (mas não só nesse) que pode influência muito o uso de certas cartas em diversos Side Decks, como Main Decks também. E eu entendo que muita gente gostaria de se familiarizar melhor e adquirir um melhor conhecimento sobre como entender e agir dentro do Meta Game, e é por isso que penso em fazer diversos artigos a respeito. Bom, vamos lá, começando com o artigo de hoje, falando sobre Search Power e suas contra estratégias. Já aviso que tem bastante texto pela frente, e isso é uma característica minha, mas como eu sei que vocês são leitores afim de adquirir conteúdo e repertório melhor, irão ler tudo.

Não é de se negar que o formato atual esta bastante diversificado até, parando para pensar um pouquinho, dá pra listar facilmente mais de 10 Decks que são jogáveis nesse atual Meta Game, e isso é bom pra quem joga e creio que também é para a empresa que faz o jogo, não concordam? E por ter uma boa diversidade de escolhas, é meio complicado participar de torneios já com um Side Deck quase pré-definido, e até mesmo garantir algumas cartas para o Main Deck, porque as vezes acaba por acontecer uma surpresa, que de certa forma, é esperada em grande probabilidade quando estamos jogando num formato amplo, isso é muito perceptível quando nos deparamos com vários Decks que aparecem em Top de torneios que acontecem pelo mundo, ao olhar para o Side Deck, por exemplo, vemos que bastante cartas se divergem em um mesmo torneio, mesmo que exista um Metacall para a determinada região, ainda sim é algo complicado de estar definido. O conhecimento daquilo que é forte contra o Deck que você está jogando e o Metacall são fatores predominante para um bom desempenho, entender que em tal torneio existe uma probabilidade X de diversos Decks que podem ser uma ameaça para o seu Deck, pode te ajudar a conseguir combater e preparar melhor o seu Deck.

Entretanto, é muito bom quando temos em mãos, cartas que possam afetar vários Decks de uma vez, não acham? Eu pelo menos acho isso muito bom, principalmente se esse tipo de carta implica em quebrar a forma de outros Decks rodarem corretamente, e diga-se de passagem, atrapalhar o desempenho do oponente gera uma grande desvantagem para o mesmo, e pode definir o jogo. E qual um dos meios de quebrar um Deck? Parando o seu meio de conquistar cartas necessárias, e como eu sempre digo e creio que todo mundo deve concordar, é que os Decks bons são aqueles que tem fácil acesso a Draw Power (puxar cartas) e/ou Search Power (buscar cartas determinadas), existem Decks que trabalham apenas com uma das duas opção, assim como também tem aqueles que trabalham com as duas coisas em conjunto. 

Leiam isso e pensem em 10 Decks que vocês consideram muito bons no Meta Game atual, depois disso, refletindo em uma Deck List genérica de cada um desses Decks, você encontrá mais facilidade de ter um bom Search Power ou Draw Power dentro deles? Se você enxergou da mesma forma que eu, irá responder logicamente que Search Power, e é isso que essa postagem irá tratar em grande foco. Entrando nesse brincadeira, irei expor aqui 10 excelentes Decks do formato para vocês entenderem melhor.

- Fire Fist
- Prophecy/Spellbook
- Mermail
- Geargia/Karakuri
- Bujin
- Constellar
- Evilswarm
- Harpie
- Blackwing
- Noble Knight

É claro galera, existem mais do que isso, estamos recheado de ótimas opções, mas a principio só vou listar esses. Onde está o Search Power nesses Decks? Vamos lá:

Fire Fist




Na última Ban List que tivemos (essa de Janeiro), uma das cartas mais importante volto ao número de cartas não restritas, talvez por causa de uma jogada de vendas, mas Fire Formation - Tenki agrada muito a Fire Fist, Constellar, Bujin, entre muitos outros Decks, pelo fato de possibilitar a busca descomplicadamente dos monstros Beast-Warrior, isso é mais do que suficiente pra explicar o motivo por ser tão boa. Agora o Rooster, perdeu um pouco de força com a limitação do Spirit a duas Ban Lists atrás, entretanto, esse cara ainda é muito bom, uma excelente peça por causa de sua função multitarefa, que inclui buscar monstros Fire Fist. Não é atoa que esse arquétipo está sendo um dos mais utilizados e eficaz do momento, e merece uma atenção dos jogadores.    


Prophecy/Spellbook


Caras, Prophecy/Spellbook é um sinônimo de Search Power praticamente, uma carta busca a outra, e assim por diante, olha só o grande número de cartas ai em cima que fazem isso, e isso representa bem o quanto esse Deck é muito bom, sendo um dos melhores do formato, porque consegue ter acesso de forma rápida e fácil a carta necessária para a continuidade da jogada, vai dizer que não é ótimo? Engraçado desse arquétipo, é que vire em mexe ele muda sua forma "dramaticamente" para se adaptar ao Meta Game, buscando aquilo que achamos muito necessário, consistência, uma hora tem High Priestess of Prophecy, outra hora sem ela, depois ela volta novamente, e passa um pouco, retiram ela de novo, ultimamente tem aparecido o Stoic of Prophecy e duas cópias do World of Prophecy, substituindo Justice of Prophecy e a Priestess, mas ainda sim, o Deck é puramente formado por buscas seguidas.         


Mermail


Mermail em conjunto com os monstros Atlantean também são velhos conhecidos do povo, não é verdade? E é um Deck que trabalha bastante com Search Power, e muito bem, mesmo com o Atlantean Dragoons limitado, possui diversos meios para se aplicar uma jogada bem forte e agressiva. Ninguém pode negar que Mermail Abyssteus mudou muito a forma desse Deck jogar, e é realmente um dos melhores monstros aqui dentro. Existem algumas variações que usam o Genex Undine e Genex Controller (que é buscado por Undine).


Geargia/Karakuri

Diga-se de passagem, que o Geargiarmor é "o melhor" monstro desse Deck praticamente, ele é principal a forma de buscar outros monstros Geargia, e logo em seguida, depois de ser abusado pelo jogador, porque comba imensamente com Karakuris, sendo capaz de ser usado como Material de Synchro ou Xyz Summon, e ai entra o outro monstro muito importante aqui, o Gear Gigant X, o Megazord buscador, que serve como um meio de alcançar qualquer monstro Machine de Level 4 ou menor.


Bujin



Bujin... um grupo de pessoas acreditam que é um Deck que será um dos candidatos a melhor Deck do formato, para outros, será a decepção do ano pela facilidade de se combater, não sei, o que vocês pensam? Bom, o que eu realmente sei é que esse Deck apresenta um excelente Search Power, e 80% disso está em cima da principal engrenagem, o Yamato, ele é o faz tudo do Deck, busca Crane, Turtle, Hare, Quilin, Mizazuchi, Centipede, Seu Cachorro, Seu Tio e etc (só não busca Jesus e uma namorada para o jogador), consegue até buscar outro dele, mas isso não é muito bom não, porque aqui também temos a Fire Formation - Tenki pra isso. Fora o Yamato, temos o Mikazuchi, ele busca também, mas só Spell/Trap Bujin, uma coisa que o Yamato não faz, mas que não chega a ser uma grande prioridade até então. Por último, temos o Xyz Susanowo, que é a versão do Yamato mais forte e ofensivo, faz a mesma coisa uma vez por turno, mas precisa de Materiais como custo. Busca, busca, busca...


Constellar



Constellar é um arquétipo de sorte, por ter o Constellar Pollux como um Warrior, e Constellar Kaus como um Beast-Warrior, duas das melhores cartas do Deck, isso abriu leque, logicamente, para o uso de ROTA e Tenki (again), e assim simplifica o acesso aos Xyzs fora de série. Porém, o próprio arquétipo já tem um monstro bom para buscar, que é o Sheratan, que deixa muita gente em dúvida se usa ou não o bichinho, eu particularmente gosto dele, mas tem gente que acha ruim, pelo baixo poder de Ataque e Level 3, e eu só acho que as pessoas reclamam demais, só faltam querer uma carta que quando é ativada, ganha o jogo. Um detalhe desse Deck, é que o Constellar Pleiades pode abusar da Fire Formation-Tenki, isso a torna mais absoluta ainda na Build de Constellar.



Evilswarm




Evilswarm mesmo caso dos Constellar, porém inferior nesse quesito, porque esse aqui só possui a ROTA no Main Deck pra fazer buscas, e pensando bem, ainda bem que só tem essa carta, porque esse Deck já consegue infernizar (se duvidar, até Infernity não curti) bastante pessoas sem nenhuma dificuldade, auxiliar o desempenho seria um estrago enorme para o Meta Game, talvez, pode ser que eu esteja errado, mas eu penso também que o Deck obtêm uma versão próprio do Big Eye, não só o Ophion, e falando nele, o próprio Gungnir infectado tem uma função de buscar as cartas Infestation, que terão papel crucial dentro do jogo.




Harpie



Quem um dia iria imaginar que Harpie fosse um Deck de grande qualidade como é hoje? Pois é, elas tem um grande potencial e tem mostrado isso a cada dia que passa, e vejo elas em Top de torneios que acontecem por ai, todavia, é um Deck que precisa ser bem manipulado (assim como qualquer outro), e temos duas cartas que fazem a função de ajudar o Deck a rodar corretamente, sendo que uma delas, Hysteric Sign serve como duas funções de busca, é quase como se fosse um compre 1 e leve 2, e pra piorar, o efeito mais tenso dela, é compra direto 3 Harpie com nome diferente, mas é claro que não é tão simples assim, ela precisa ser enviada para o Cemitério (é uma carta Continua) e a resolução é só na End Phase, pra ficar mais justo, mas mesmo assim, muito bom. Harpie Queen é a buscadora do Field próprio das Harpie.


Blackwing



Eu optei por colocar na lista os pássaros de Crow Hogan, pelo simples fato de estarem surpreendendo bastante nesse formato (na minha visão), teve até mesmo um Blackwing no Top 8 do Regional que ocorreu aqui em São Paulo esse mês, fora outros torneios. O Deck possui uma carta muito boa para aderir a buscas, que é a Black Whirldwind, uma carta continua que tem o poder de trazer um monstro Blackwing para mão cada vez que um monstro do mesmo arquétipo for Normal Summon, e se você botar três dessa carta no campo, já sabe a putaria que vai rolar. Pot of Duality é uma carta bastante frequente em Blackwing, por ser um dos meios de conseguir as cartas certas.


Noble Knight



Agora, para terminar os Decks, temos os Noble Knight, que ainda não mostraram literalmente o seu nobre valor, mas que gera uma grande expectativa, o problema é o fato de ser um Deck bastante caro, e a única carta que exerce uma função de busca rápida é a ROTA, mas o Synchro Ignoble também é muito bom nesse quesito, só necessita de uma condição (precisa bater e destruir um monstro), já o monstro Level 5 Ignoble Black (chamo assim), as vezes é usado, mas não é sempre (eu por exemplo, não uso ele).


Beleza galera, falei um pouco sobre cada um, só pra não passar nada em vão, mas eu sei que vocês devem conhecer grande parte deles, mas a pergunta é: E se eu conseguisse eliminar ou atrasar o uso dessas cartas em cada um desses Decks? Acho que essa questão cai bem para aquilo que a postagem procurar retratar. Vocês podem imaginar? Eu consigo, e olha, é uma baita de uma vantagem em jogo se isso for feito com sucesso (ainda mais contra Prophecy/Spellbook), e bem como eu tinha dito antes, procurar coisas que afetem mais de uma opção é sempre bom, contanto que não se prejudique muito com isso, uma coisa que também penso, é que você pode até ser afetado, contanto que o prejuízo seja o dobro ou triplo ao oponente. A resposta para essa questão está aqui:


Creio que todos vocês já devam conhecer bastante essas cartas, e estão sendo muito requisitadas no atual Meta Game, porque literalmente funcionam bem, e são muito chatas. O Thunder King Rai-Oh, por exemplo, esta aparecendo bastante em Main Decks, mas pela sua grande versatilidade, porque simplesmente tem 1900 de Ataque, Level 4 (podemos fazer Xyz e Synchro com ele), nega Special Summon inerente (que não seja proporcionado por algum efeito de uma carta, igualmente a Solemn Judgment), e isso de fato muitas vezes obriga o oponente a ter que gastar um recurso para tira-lo de campo, coisa que já considero um prejuízo, e tem tal do "Nenhum jogador pode adicionar cartas do Deck para a mão".

A Mistake também exerce essa última função do Thunder King, porém, é uma carta Armadilha, menos versátil, não conseguimos fazer tanta coisa com ela, mas talvez seja uma forma de suprir a necessidade de completar o número de Rai-Oh que não podem ser usados, já que ele é limitado (eu não faria isso, mas depende do jogador, do Deck do mesmo e o que ele irá enfrentar), entretanto, Mistake é bem mais complicada de se tirar de campo, porque o Thunder King é alvo de um bom número de Traps (Bottomless, Compulsory, Torrential, Solemn, Mirror, Prison e etc), Spells (Dark Hole, Book of Moon) e até mesmo monstros, com certeza, já Mistake, pensando em cartas Staples e Semi-Staples, o que temos para se livrar de uma carta dessa é a famosa Mystical Space Typhoon, as vezes uma Trap Stun ali, outra Dust Tornado, ou Seven Tools of the Bandit, mas nada tão amplo como o TKR, que tem um vasto número de Backrow.

Outra carta muito usada, é a Mind Crush, que de certa forma não impedi a busca em si, mas irá aplicar uma ação sobre isso. Exemplo: Oponente busco Constellar Kaus, ao resolver a busca, ativo Mind Crush e declaro o nome "Constellar Kaus", pronto, meu oponente irá descartar todas as cópias que ele estiver na mão da carta declarada, é como se o meu oponente estivesse usando Foolish Burial ao em vez de trazer o monstro pra mão, e isso pode arrebentar a jogada do oponente. Não posso deixar de citar, que na resolução da Mind Crush, temos o acesso a mão do oponente, isso ajuda na continuidade das jogadas, já que da uma previa do que o oponente pode estar colocando em campo. 

Para reforçar essa ideia a Konami está trazendo mais uma carta para ter uma contra estratégia contra isso, a Quick Spell Card - Shared Ride (http://yugioh.wikia.com/wiki/Shared_Ride), que é como se fosse uma Maxx "C" da vida, só que o efeito se aplica quando o oponente adiciona uma carta do Deck/Grave dele para mão, ai o jogador que a ativo, puxa 1 carta, será muito boa para usar contra Prophecy/Spellbook e Mermail, por exemplo, até mesmo Bujin e outros por ai.

Ai entra naquela história de ser uma carta que trabalha bastante com o psicológico dos jogadores, "deixar ou não deixar o oponente puxar bastante cartas e no próximo turno me vencer?", essa questão só pode ser resolvida com o estado do jogo e dependendo da estratégia que possa ser feita. Porém, é mais uma excelente carta para o repertório do Game, e estou curioso pra saber como ela será usada no Meta Game.

Eu falei de Thunder King Rai-Oh e Mistake, mas não posso deixar de dizer que essas cartas não atrapalham o jogador que está usando-a, claro que pode vir a atrapalhar, ainda mais se você usa uma boa quantidade de cartas de busca, um exemplo disso, é Deck Constellar usando o TKR, e isso está ficando até frequente de se ver, o que vai depender ai, é o jogador saber usar as cartas no tempo certo e de forma correta, tudo depende de quem está jogando, é meio aquilo que eu disse, a carta pode até me atrapalhar em algum momento, contanto que atrapalha triplamente o oponente, é mil vezes preferencial eu trava minha Fire Formation - Tenki que acabei de puxar, do que eu deixar meu oponente jogar com o Prophecy/Spellbook dele (coitados), e é interessante pensar que você meio que está forçando o oponente a gastar recursos com cartas desse tipo, sobrando menos para outra cartas do seu Deck que realmente fazem parte da linha principal de pensamento.

É óbvio que também não dá pra sair colocando essas duas cartas em qualquer Deck, tipo, "vou ser Vida Loka", vou colocar Thunder King Rai-Oh no meu Prophecy/Spellbook", claro que não, a carta mata praticamente metade do Deck, pra que fazer isso? Você vai estar mais é ajudando o oponente nesse caso, pelo menos, eu penso assim, é quase a mesma coisa que colocar Macro Cosmos em Dark World (WTF?), faca de dois gumes (ou apenas de um). Tudo deve ser bem pensado, levar em consideração que o funcionamento do seu Deck é algo muito ponderoso para qualquer partida.

Bom galera, existem diversos meios de se combater um Meta Game abrangente, e pensar em cartas que possam afetar uma boa quantidade de Decks perigosos é sempre inteligente, porém devemos também pensar naquilo que irá ser uma "contra estratégia" e os Decks que tem maior eficiência contra o seu e que ao mesmo tempo façam parte da lista dos melhores Decks do formato e/ou do torneio que irá participar (isso inclui torneios de plataformas onlines também), não adianta nada eu estar jogando de Prophecy/Spellbook (de novo eles) e fazer um Side/Main baseado em jogar contra Six Samurai, sendo que a probabilidade de eu duelar contra um Six Samurai é quase nula, é importante o Metacall.

Agora eu gostaria de saber o que vocês gostariam de entender melhor sobre o Meta Game para a próxima postagem, mandem sugestões, isso pode me ajudar a ter uma ideia bem legal e escrever aqui, Também responderei perguntas sobre minha pessoa nos comentários de hoje, para aqueles que querem me conhecer um pouco mais. Última dica que eu deixo é: Sempre treinem bastante e façam as coisas com consciência e paciência.  

Muito obrigado e até a próxima. 
Felipe Leonel - Kaos
Comentários Facebook
21 Comentários

21 comentários:

Anônimo disse...

Que poste foda *-* Bem vindo ao blog cara, realmente a search nesse formato tá foda,podia voltar Trap Dustshoot pra botar ordem nessa bagaça lol

Anônimo disse...

Em que raridade shared ride vem pro tcg? Belo post e bem vindo ao Hoje

gabryan disse...

Otima postagem leonel, sei que voce tem mt a acrescentar no blog e seja bem vindo. Boa sorte no blog XD

Felipe Leonel disse...

A raridade de Shared Ride será Secret Rare.

BuBa disse...

Como eu já tinha te dito no Face, post excelente. Mind Crush está mesmo ótima nesse formato, principalmente contra os insuportáveis dos Bujins que não gostam de perder seu Crane. Enfim, bem-vindo ao blog!

Emerson Martins de Deus disse...

Primeiramente desejo as boas vindas, e acredito que depois de um post desses, você vai agregar muito valor ao Hoje. Eu sempre acho que quanto mais conteúdo melhor o post, e você demonstrou isso muito bem, adorei o post, parabéns.

Agora falando um pouco sobre o assunto no post, que no caso é o search power, uma coisa que deve estar na cabeça dos jogadores é que esse será o principal aliado e inimigo deles neste formato. Para quem gosta de jogar em Match como eu, ter algumas cartas no side que bloqueiem o uso abusivo do search é essencial para tomar o controle do duelo, felizmente temos como você citou, cartas que impedem o abuso do search, tipo Mind Crush, Rai-Oh, Mistake e Shared Ride.

Novamente desejo as boas vindas, e parabéns por um post tão informativo quanto esse, vai ajudar novos e antigos players. Parabéns!

Anônimo disse...

"só faltam querer uma carta que quando é ativada, ganha o jogo"- rachei de rir.// belo post. Outra carta que dá dor de cabeça é deck lock down, dependendo do deck roda mt bem

Kimer disse...

Outra carta boa para parar o search é Droll & Lock Bird.

Felipe Leonel disse...

Verdade, tem Deck Lockdown e Droll & Lock Bird, mas essas cartas ficam atrás das que eu coloquei no post, tanto que não vejo as vejo espreitando por ai, mas é claro que são opções, bem lembrado.

Valeu galera, que bom que tenham gostado, não esqueçam que vocês podem estar dando sugestões para a minha próxima postagem.

Anônimo disse...

Droll e Lock não é tão bom contra decks em geral como era contra Spellbooks porque só funciona depois da primeira search, mas é uma opção mesmo assim como disse o Felipe.

Anônimo disse...

Combinados a um key beetle elas seriam dpr de cabeça

FelepZ disse...

A nath escrevendo pro hoje? Hahahahhahahhahahahahahahaha. Bom post cara, não li mas parece bom -q

Felipe Leonel disse...

Master Key Beetle geralmente quando se combina com alguma coisa, é pra gerar trabalho ao adversário, vide Vanity's Emptiness, Evilswarm Ophion e etc. Abraço.

Grande Elepz, beleza brother? Não, aqui é o Kaos cara, e eu to ligado que existem leitores preguiçosos, mas de qualquer forma, valeu, abraço.

Man El disse...

Quanto ao assunto do post: Muito, bom, explicou e exemplificou bem diversas situações.
MAS, tentei, tentei, tentei e não consegui ignorar que há um problema sério com os tempos verbais to portugues: Quando se começa a "comer" o "u" na conjugação do passado. Não me leve a mal, eu mesmo escrevo assim quando estou, por exemplo, jogando. Mas é bom abrir o olho para que quando se chegue num local formal ou alguma prova/concurso, não escrever dessa forma.

Anônimo disse...

Que cara idiota,ninguem reparou nada disso, todo mundo falando da carta e ele vem com essa bobagem de comer o "u".

Carlos black disse...

Exelente post!

Porthos disse...

Parabéns pelo post, e por substituir o Gabyrian, você escrevia bastante na GOD e acho que vai fazer o mesmo aqui; mas convenhamos, substituir o Gabyrian em frequência não é difícil. -q

Agora, como dica de quem gosta de escrever textos longos para quem também, acho que você devia reduzir o número dos pleonasmos nos posts e tentar deixar a escrita mais leve. Sei que as vezes é foda, mas porra, o texto é grande, e junto a seu estilo "pesado" fica tenso de ler.

BTW, já tinha sugerido isso antes então já sei que não vai seguir. UAHSUASHA

gabryan disse...

Obrigado pelo elogio porthos -sqn

Max disse...

Ouve alguns pleonasmos, mas ao todo achei o texto excelente Felipe, bem informativo. Mostrou também um amplo conhecimento do jogo, coisa que poucos tem.

Parabéns cara, espero te ver mais por ai \o

Anônimo disse...

Muito bom o texto. Seja bem vindo!!!!!

Gostei da lista dos 10 melhores por conta do search power. Agora que venha os demais tops, pois ainda tem muitos que entram na lista facilmente, Lightsworn, Chaos e até mesmo Graverkeepers, Hieratics.

Anônimo disse...

^
Tem outros decks fortes tbm, Dark Worlds, Artifacts que já tem potencial de search absurdo, ninjas com variacoes de Hieratic ou Rulers que estão otimizando jogadas e Karakuris com build pura.

Yu-Gi-Hoje!
Design por: Felipe Leonel - Tecnologia do Blogger
Copyright © 2015
Todos os direitos reservados
imagem-logo