segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Dragon Rulers ainda são uma escolha competitiva viável? + Ideias aleatórias.


Opa, e aí pessoal. Como vão vocês?

Hoje eu gostaria de voltar a falar dos chatinhos Dragon Rulers. Apesar de terem apanhado muito da lista, assim como os Wind-Ups conseguiram fazer um "Comeback", considerando que os Dragon Rulers redefiniram o termo Tier 1, chegando a ser um Tier 0.5 e até mesmo Tier 0 em certos pontos do formato, é bem possível que esse deck consiga voltar para as "Top Tables" em minha opinião.




List Base - Mythic Blue-Eyes

Monsters: 18
3 The White Stone of Legend
3 Blue-Eyes White Dragon
2 Flamvell Guard
2 Mythic Tree Dragon
2 Mythic Water Dragon
1 Maxx C
1 Dragunity Corsesca
1 Redox, Dragon Ruler of Boulders
1 Tidal, Dragon Ruler of Waterfalls
1 Tempest, Dragon Ruler of Storms
1 Blaster, Dragon Ruler of Infernos

Spells: 17
3 Upstart Goblin
3 Trade-In
3 Cards of Consonance
3 Dragon Shrine
2 D.D.R. Different Dimension Reincarnation
1 Burial from a Different Dimension
1 Gold Sarcophagus
1 Sacred Sword of Seven Stars

Traps: 5
3 Reckless Greed
2 Call of the Haunted

Extra: 15
2 Azure-Eyes Silver Dragon
2 Mecha Phantom Beast Dracossack
2 Divine Dragon Knight Felgrand
1 Number 11: Big Eye
1 Gaia Dragon, the Thunder Charger
1 Crimson Blader
1 Karakuri Shogun mdl 00 Burei
1 Stardust Spark Dragon
1 Thought Ruler Archfiend
1 Colossal Fighter
1 Scrap Dragon

1 Armades, Keeper of Boundaries

Techs opcionais: Azure-Eyed Maiden, Red-Eyes Darkness Metal Dragon, Stardust Dragon.

Depois da lista, foi fácil dizer que os Dragon Rulers estavam mortos, tendo Gold Sarchopagus para 1, Sacred Sword of Seven Stars também, Return from the Different Dimension e até mesmo Dragon Ravine banida..

Não.

Só pra começar, os Dragões em si são estupidamente poderosos como tipo: Red-Eyes Darkness Metal Dragon, Cards of Consonance, Dragon Shrine, e isso é só para começar a criar uma Engine para fazer os Rulers funcionarem. Adicionando Trade-In e afins, temos uma velocidade acima da média. Adicionando um "Floater" como White Stone of the Legend.. As coisas começam a tomar um rumo interessante como um todo.

A partir do momento que você consegue preparar seu cemitério para os Dragon Rulers, os Mythic Dragons entram em cena, invocando Divine Dragon Knight Felgrand, que combinado com um possível Mecha Phantom Beast Dracossack pode tornar o duelo complicado para um oponente que não tenha "Outs" para o seu "Swarm". De qualquer forma, o deck tem suas fraquezas como um todo.

O principal problema dessa Build é que o "gás acaba, se você errar no push mais de duas vezes é melhor arrumar suas cartas para o Game 2(ou 3), porque é muito difícil fazer um "Comeback" quando você já baniu muitas de suas cartas, mesmo com Burial from Different Dimension.

As match-ups:

Agora, mesmo confirmado que esse seja um bom deck, como ele se sai contra os Bad Boys do formato? Bujins, Fire Fists, Mermails, Prophecy estão tirando boa parte dos Tops pelo mundo (Apesar de que aqui no Brasil Evilswarm ganhou, somos muito Hipsters).

Fire Fist: Esse é um dos piores decks de se enfrentar agora com Tenki a 3. Apesar de você ter uma proteção contra o Bear, nada te impede de levar um belo Cardinal Commander e perder suas Xyz, tendo que remontá-los, agora contra o Backrow oponente. Na minha humilde opinião, essa partida é 40/60, muito vantajosa para um jogador Fire quando os decks estão igualmente bem montados e os jogadores balanceados.

Mermail: Essa partida é mais tranquila dependendo de quem você possa colocar em campo. De qualquer forma, considerando que os decks Water atualmente ainda usam algumas Traps defensivas, pode ser complicado, mas na maioria das vezes é questão de conseguir fazer o Lock uma ou duas vezes ou simplesmente dar OTK antes dele. Acredito que seja 55/45 para o player Dragon.

Bujin: Nessa Match, seu poder de fogo é o menos importante. Pense comigo: Yamato+4 Traps+um provável Bujingi na mão ou no Graveyard para te atrapalhar: Não deve-se jogar simplesmente como se você pudesse ganhar a qualquer momento, e sim com o maior cuidado possível. Ir preparando o cemitério e protegendo os Life Points é a ideia aqui, para chegar ao ponto de invariavelmente fazer o Lock quando seu número de recursos for muito maior. É uma partida que tem que ser jogada com a concentração no máximo se o adversário realmente souber jogar de Bujin. 50/50.

Prophecy: Quem diria que um dia, Prophecy teria vantagem contra Dragon Ruler? Depois de "Vasquear" contra os Dragões por tanto tempo, finalmente chegou a vez dos Spellbooks serem o melhor deck do formato. Nenhum deck tem tanta busca, consistência, velocidade, poder de destruição e fogo. 45/55.

Considerando isso, porque alguém usaria uma versão fraca contra 2 dos decks mais proeminentes do Metagame atual? Talvez o fato de que o deck aceita várias techs, ou o fato de que você pode pegar oponentes de surpresa (Dragon Rulers fugindo do óbvio? Wow, Lovely).

São várias as opções que você tem de decks para rodar, mas acredito que Dragon Rulers ainda sejam uma opção viável dependendo do ambiente em que você vai rodar ele.

Post Scriptum: Um dia mostrarei que HEROes ainda rodam!

Obs: Preferem um artigo sobre Dragunity sem Ravines ou sobre Koa'ki Meiru para semana que vem? Abraço.

Até a próxima!
Comentários Facebook
22 Comentários

22 comentários:

BuBa disse...

Rick \o/

Excelente post como sempre, admito que não ligaria se os Rulers voltassem ao top tier nessa versão porque ela provavelmente exige mais habilidade do player. Btw, como é o jogo contra Evilswarms?

E para o próximo artigo, voto em Dragunities sem Ravine.

Anônimo disse...

Parabens pelo post.
Eu acreditava que os Rulers fossem extintos após a banlist de Janeiro. Até que me surpreendi com um deck vencedor Rulers lá do shirek.
Enfim, estamos na melhor temporada já que tudo está equilibrado. Tomara que no booster primal nao venha nenhuma carta que desequilibre este formato.
Ps. Carlos

Dragunities sem Ravine tem como? Voto nisso.

Henrique disse...

@Buba: Depende muito de como venha sua mão, mas normalmente é uma partida complicada no Game 1 e tranquila do Game 2 em diante. Diria que é 55/45 para Evilswarm, mas logicamente o deck tem como acomodar uma tech ou outra, como a própria Maiden que equilibraria muito. <3

Emerson Martins de Deus disse...

Lindo post Rick.
O interessante de DR é que é um deck que pode agregar muitas techs as suas builds, por isso é um deck que não desapareceria tão facilmente, admito que agora que o deck não é mais mainstream seria interessante usa-ló.

Queria falar sobre algo interessante que acontece com os players menos "informados", eu estava em um página do facebook quando noto uma postagem falando sobre os DR e que morreram e tal, e vejo alguns comentando que a Konami sempre "mata" os decks meta no final e a história se repete, mas não é bem assim, o ato de banir e limitar cartas realmente é muito chato, mas de fato poucos ou nenhum deck meta realmente morre, Inzektors são a prova viva, e outros como Hieratic e Wind-Up, que mesmo após serem atacados brutalmente pela banlist continuam sendo de certo modo competitivos, então um deck meta não morre como muitos pensam, só perde seu apelo excessivo, Blackwings por exemplo que perderam algumas cópias em um dessas banlists, mas nem por isso deixaram de ser boas opções para o competitivo, mas ninguém usa um deck que perdeu o seu "gg easy" como você já me disse um dia.

Anônimo disse...

Muito bom o post. Eu gostaria mt q dragon ruler voltasse (não é por que jogo de evilswarm rsrsrs), só que esse jogo control é mt chato. Os únicos decks de combos interessantes que provavelmente alcançaram tier 2 ou 1 é heraldry, e antigos metas. Seria interessante eles voltarem sem aquele poder insano.

Henrique disse...

Disse tudo, Emerson. Sem o "gg easy", é mais difícil do deck rodar no meta.

Álvaro Goudinho disse...

Ótimo post =)
Dou toda razão ao Emerson.....
Geralmente as pessoas que mais reclamam do jogo são as primeiras que seguem a "tendência" e facilmente abrem asmãos dos seus respectivos decks.
Acho que ficar e insistir naquele deck, faz você evoluir como jogador, e consequentemente conhecer melhor o arquetype que ele joga.
Não é só essa build que esta fazendo sucesso quando se fala de dragon rulers, existem +3 que estão rolando por aí: hieratic ruler, dragunityruler e plantruler, enfim, achei todas bem interessantes, inclusive essa.
Bom, no próximo post claro que eu voto nos dragunities sem ravine.
Eu to vivendo isso na pele, ainda to meio perdido sem ravine.
Os dragunities não morreram, sou poder de fogo não abaixou nenhum um pouquinho, mas o grande problema dos jogadores de dragunites que insistem em jogar com o arquetype (e são muitos) é readaptar a velocidade do deck....
Vou esperar ansiosamente pelo próximo post seu Henrique, quero ver como você vai abordar esse tema....

Anônimo disse...

Álvaro, discordo um pouco do seu comentário. infelizmente, no jogo atual, existem archtypes mais favorecidos e mais fortes do que outros. sempre tentei montar um deck competitivo de spellcounter,pesquisei a beça por cartas que se encaixassem no deck. mas infelizmente , é um deck extremamente lento. possui cartas fortes como o breaker the magical warrior e o próprio arcanite magician, mas o deck em sí é muito lento e possui apenas um buscador razoável, que é o apprentice magician, e mesmo assim, pro jogo atual é meio lento, pois você ainda tem que esperar ele ser destruído por batalha( e não apenas destruído, o que deixa ele ainda mais lento). me vi obrigado a "abandonar" o archtype (escrevo "abandonar, pq ainda tenho esperança de saírem bom suportes para spellcounter) e olhar decks mais competitivos. infelizmente, no jogo atual, eu vejo os jogadpres obrigados a seguir as têndencias

Anônimo disse...

só pra fechar meu comentário acima, eu espero muito que um dia a konami nivele todos os archtypes,types, etc... que todos batam de frente e que o vencendor, for o cara que for mais habilidoso com o seu deck, e não por ter o archtype mais forte. mas acho que isso ainda vai demorar muito pra acontecer, pois ainda teremos novos monstros com o yugioh ark- V

Makoto Kazuma disse...

anonimo de cima^ se o cara souber montar o deck bem e jogar com ele bem n tem como ser ruim o DN e uma prova Disso ja Vi um Amigo meu pegar varios TOP jogando com HUNDER e o Meu GAGAGA roda de boa tbm e so vc n copiar exatamente TUDO da internet e sim oq vc necissita para bater no meta e claro duelar e concertar tds as vezes oq esta errado Se os cara fazerem isso ccom o meta e nao copiar o deck Do campeao do YCS e mt dificil de ser batido mais copiam TUto

Anônimo disse...

tente montar um deck spellcounter, não há suporte que deixei o deck rodar bem. a maioria das cartas que sairiam de spellcounter são extremamente lentas. já ganhei partidas com esse deck, mas contra metas é surra na certa. o meu argumento é que existem archtypes privilegiados e outros, como o spellcouter, mais esquecidos peloa konami

Anônimo disse...

pra fechar o meu comentário de cima,concordo com vc Makoto, muita gente copia os decks dos campeões , e o jogo acaba ficando pouco diversificado, o que pra mim, é ruim, pois fica mais do mesmo. e concordo com vc que o DN é prova de que bons decks que não são meta, podem ser muito competitivos

Anônimo disse...

desculpe, mas o que é HUNDER?

Milton Marques disse...

Venhamos e convenhamos, a konami é uma filha da fruta...só ajuda o deck que ela quer vender...prova disso são os 3 mezukis e 3 plagues para os zumbis(diga-se vampire e ghostricks, nada de múmias e o deck do BONZº-º), lonefire (sylvans) e os milhões de suportes para os bujins, todos esses decks que ainda não vendem como o esperado para ela. Eu jogarei de dragunity até ficar velhinho gagá e independente do formato que venha... Claro que gostaria que tivesse um post com techs bem alternativas e competitivas para os dragunitys, além do que já chamamos nesse formato de " o sumo que o deck pode tirar": diga-se: dragon shrine (óbvia), hieratics, blaster e tempest, digo algo totalmente dinâmico e diferente do esperado, um exemplo disso é a Windbeat of giant dragon onde vem pegando muita gente de surpresa no DN :), transmodify é uma carta que gostaria de ver num post dragunity... além do mais, espero a KUnami lançar suportes ´para todos arquetipos como vem fazendo com os ancient gears, vampire, archfiends e uns outros perdidos... e os irmãos batterymans, watts, venoms, aliens, spellcounters, morphtronics, ice barriers, destiny heros, pinguins, iron chains,psychics, etc dão URRA! -PRIMAL ORIGIN IS HOPE!-

Anônimo disse...

é verdade milton. seria legal ela fazer com os próximos boosters o que está fazendo com o primal origen e fez com o duelist set de lightsworns , geargia e o legacy of valiant, lançando suporte para archtypes esquecidos

Revenge disse...

Post so nao eh pft pq nao existe perfeiçao!!!Mas gostaria que vc falasse sobre os Koa'ki mesmo, chega de dragoes por um tempo...

Viciado disse...

jogarei forvever de hero u.u, são minha paixão(jogo atualmente de destiny hero e montei tbm, um deck de evil hero synchro(é bacanismas...)),mas como já disseram antes e infelizmente estão certos, a kúnamão só lança o q der pra vender aliás, o salário da tia da limpeza n se paga sozinho hu3. mas tbm há razão quando se fala que a pressa é inimiga da perfeição, e que agua mole, pedra dura, tanto bate até q fura, pois eu voltei a jogar vai fazer 2 anos e voltei com hero.Apanhei pakas do meu irmão com lightsworn e tbm apannhei muito de um amigo meu q "apelava" de agent, mas continuei pesquisando e montando decks e o resultado disso é q tenho uma base com mais de 10 decks diferentes de hero(elemental, destiny, evil,masked e etc) e hj bato de frente com eles e com alguns duelistas do ygo pro. eu voto para os koaki meiru são um deck muito interessante e de certa forma são de suporte para os meus evil heros hehe. bom post parabéns para quem o fez!

Anônimo disse...

é verdade, o post ficou muito bom mesmo e achou que abriu um debate interessante sobre as pessoas que seguem o meta game, aqueles que seguem os archtypes considerados " mais fracos" . seria legal ter um post falando sobre isso, será que rolar fazer um sobre o assunto?

Henrique disse...

3 Blue-Eyes? Sem Skiill Drain? Não gostei da decklist.
Porém eu ainda acho que eles ainda podem ser competitivos e parece que o tier 2 para eles ja é garantido tudo oque resta é ver como os players vai se comportar com o deck.

Makoto Kazuma disse...

Quem Vai usar Skill drain no main de um Deck q Tem Tree e Water como Foco de xyz debris e compania N vale tao a Pena maximo side

Emerson Martins de Deus disse...

Concordo com o Makoto, principalmente depois do Rick ter dito que um dos focos é deixar o Felgrand controlando um campo até preparar melhor o set-up.

Alguém não leu todo o post...

Anônimo disse...

Por isso que acho a build sem blue eyes e white stone mas com skill drain e barbaros melhor. O deck funciona bem, mas tem uma tática básica com skill drain e felgrand nesse deck. Muitas vezes o oponente força ativação do seu efeito apenas pros outros efeitos resolverem normalmente. O drain só é ativado mesmo em resposta a alguma ação que precisa ativar ele (muitas vezes após felgrand se negar/proteger). Isso funciona bem na maioria dos decks, principalmente qd se poe junto stardust e colossal. Pra aqueles q n funciona só tirar g2 e g3. Barbaros ainda será um batedor de 1900 alvo de trade in e q pode invocar rank 8 sem risco de veiler e fiendish chain (muito comum nesse formato). Porém, deixe um tree dragon sempre no main apenas pro rastreio rapido e facil dele atraves do redox.

Yu-Gi-Hoje!
Design por: Felipe Leonel - Tecnologia do Blogger
Copyright © 2015
Todos os direitos reservados
imagem-logo