quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Yu-Gi-Oscar Setembro - Novo Formato!

Ae galera! Mais atrasado que nunca, trago o Yu-Gi-Oscar desse mês. O tema dessa vez será algo bem interessante e polêmico, sendo difícil chegar a um consenso. Bom, é o seguinte: já se passou mais de uma semana desde que a lista virou, e só nesse período já tivemos 2 YCSs e já dá pra ter uma ideia da cara que o formato vai ter. Abaixo, aprsentarei 10 mudanças trazidas pela lista que na minha opinião foram as mais impactantes. A missão de vocês é escolher qual delas fez e vai fazer mais diferença nesse formato.Vamos ver?
Obs: lembrando que tive de escolher 10 mudanças, e não 100. Se quiserem criticar algo que eu não coloquei, façam com educação,por favor.

Brionac banido

Essa é uma mudança que já era esperada por muitos há tempos. Brionac sempre foi conhecido não só pelos loops que ele proporcionava, mas também por seu incrível efeito capaz de decidir um duelo sozinho. É verdade que Brio estava um pouco em baixa no Metagame nos últimos meses, assim como todas as outras Synchros, mas seu banimento veio na hora certa pois os monstros favoritos do Yusei estão agora de volta como veremos mais abaixo. Sem dúvidas, vai fazer uma falta e tanto em decks que tinham acesso a monstros de Synchro de nível 6. Mas, gostando ou não, ninguém vai poder dizer que foi injusto.


Future Fusion banida

Continuando, vamos falar da outra carta que foi banida esse mês. Future Fusion, assim como Brionac, ocasionava diversos OTKs e combos capazes acabar com o oponente. Seu banimento foi pra lá de justo e necessário, não só por causa desses combos, mas também porque isso enfraqueceu bastante o antes poderosíssimo Chaos Dragons, que ganhava tudo quanto era YCS por aí. Com Future banida, e ainda com outras mudanças que citarei mais para frente, os dragões perderam uma quantidade imensa de poder e ainda não pisaram no metagame nesse formato. Vamos aguardar para ver se eles conseguirão se recompor o se ficarão nas gavetas pelos próximos meses.

Inzektor Hornet e Dragonfly limitados

Falando agora das cartas que foram limitadas, comecemos com os dois Inzektors que caíram nas garras da lista. Hornet e Dragonfly estavam causando um estrago tremendo no Metagame no formato anterior, e precisavam ser contidos urgentemente. A medida romada pela Konami para exterminar essas pragas foi mais que eficaz, destruindo completamente o deck e arrasando com qualquer chance dele se dar bem em torneios. Eu particularmente acredito que seria mais interessante banir Hornet e deixar Dragonfly a 3, pois Inzektor, tirando a apelação de destruir 10 cartas em um turno, é um deck legal de se jogar. Vamos ver se no futuro a Konami toma essa medida.

Red- Eyes Darkness Metal Dragon limitado

E já que estamos falando de Metas ferrados pela lista, vamos falar agora da mudança que mais ferrou os odiados Chaos Dragons. Assim como boa parte das coisas listadas nessa lista, nós podemos até não gostar disso ter acontecido, mas não podemos dizer que foi injusto. REDMD tem um custo de invocação pateticamente fácil, um efeito devastador,excelente atributo, tipo, ataque, defesa... O dragão não tem nenhuma fraqueza, e sua limitação (que inclusive era esperada por muitos há tempos) veio em ótima hora, pois só o banimento de Future Fusion não seria o suficiente para acabar com os dragões do caos. O único ponto negativo, ao meu ver, nessa mudança, é que vários decks 4fun sairão prejudicados. Mas no final das contas, foi o certo a fazer.

Tsukuyomi limitado

A volta de Tsuku foi a grande surpresa da Banlist. E assim como toda grande surpresa, muita gente torceu o nariz quando viu. No entanto, os YCSs que se sucederam provaram que Tsukuyomi pode muito bem ficar limitada sem causar grandes desequilíbrios, até porque seu efeito não cabe em qualquer deck e ela não conseguiu atingir o status de Staple qua alguns acharam que ela teria. Ainda assim, é uma carta muito boa, podendo matar monstros do oponente que tenham ataque alto e defesa baixa além de contribuir muito para efeitos Flip como o de Ryko ou Snowman Eater. Podem ter certeza que o espírito ainda vai marcar presença nos próximos meses!

Spore limitado e Debris Dragon semi-limitado

A limitação de Spore e a semi-limitação de Debris Dragon mostrou uma intenção muito legal da Konami: ter as plantas de volta como um deck jogável. É claro que falta muito para elas gozarem do poder que já tiveram um dia, mas com essas duas mudanças, elas pelo menos podem aparecer em um torneiozinho aqui e ali. Diria ainda que entre as duas mudanças, Debris a dois é a mais impactante, pois ele não só é bom em decks Plant mas também em uma infinidade de outras builds, sejam elas X-Saber, Zombies, ou qualquer outra coisa que use monstros com menos de 500 Atk. Torço para que aos poucos a Konami traga o playstile das plantas de volta para nós.

Mirror Force semi-limitada

Essa foi a outra grande suspresa da banlist, ao lado de Tsukuyomi. Mirror sempre foi um símbolo de carta que jamais deveria  deixar de ser limitada, pois seu poder é muito grande. Mas eis que chega a titia Konami e coloca ela a dois! Muita gente achou um horror, disse que o fim do mundo estava mesmo chegando, xingou até. Mas se pararmos para pensar, Mirror pode muito bem ficar semi-limitada. Além de ser uma carta um pouco lenta, Mirror atualmente tem muitos Counters, como Starlight Road, The Huge Revolution is Over, MST, etc. Não estou dizendo que ela é uma carta ruim, muito pelo contrário. Ela é uma carta excepcional, porém assim como tantas outras, não será uma diferença cataclísmica poder usar mais uma cópia no deck. O jeito é esperar para ver.

Rescue Rabbit semi-limitado

A semi-limitação de Rescue Rabbit já era esperada por muitos, tudo por causa do obsceno deck que inventaram com ele: o Dino Rabbit. Eu particularmente não gostei disso, pois o Rabbit em si não chega a ser tão apelão. O problema é sua capacidade de chamar Laggia e Dolkka com uma carta. Sendo assim, acho que quem merecia levar lista eram os dois dragões, porque o coelho é bem interessante em diversos decks 4fun. Ainda por cima, va limitação dele não foi suficiente para conter o deck completamente, tanto que 2 Dino Rabbits pegaram Top 16 no último YCS (coisa que dificilm ente aconteceria se Dolkka fosse limitado).  De qualquer forma, só resta torcer para que o coelho não tenha o mesmo destino que seu primo Rescue Cat: a lenta aproximção da lista de banidas.

Tour Guide semi-limitada

Outra das mudanças que mais afetaram os decks por aí foi a semi-limitação de Tour Guide. Mas também, não é para menos! Tour se fazia presente em tudo quanto era deck, desde decks fiend até decks Crystal Beast. Seu uso estava passando do limite do saudável para o jogo, e nem mesmo o fato de seus principais Counters serem usados em Main Decks impediu a popularização da moça. Seu efeito é muito versátil, podendo invocar um Xyz de Rank 3 direto do Extra ou trazer um Sangan que por sua vez buscará algo do seu deck. A restrição dela com certeza diminuirá bastante seu uso, pois pode ser que ela não venha na mão vezes o suficiente para ser usada tanto quanto era. Na minha opinião, uma das melhores decisões que a Konami tomou nessa banlist.

Emergency Teleport ilimitada

Para fechar a lista, temos uma mudança que eu achei que não ia fazer muita diferença, mas que já provou ter um grande impacto. O fato de Jeff Jones ter ficado em 2° lugar no YCS com seu deck Psychic só mostra a importância de podermos usar 3 Teleports, mesmo que o sucesso do deck não se deva exclusivamente a ele. Além dos Psychic, a quick-play Spell card mostrou-se um excelente reforço ao deck Tele-DAD, que também fez-se presente no YCS Guatemala.

Agora é com vocês. Na sua opinião, qual das mudanças apresentadas vai causar mais impacto no formato? Votem e comentem!
Comentários Facebook
2 Comentários

2 comentários:

Anônimo disse...

Eu acho que o Ultimate Offering causou mais estragos no meta do que a volta do Emergency Teleport ou Mirror Force vindo para dois.

Ja que, com o Ultimate Offering para 1, Madolches e Gadgets perderam forças ... até mesmos os decks 4Fun como os FrogMonarchs, Monarchs....

Mas parabens pelo texto. Votarei no Brionac, pois sem ele a maioria dos meus decks foram afetados e tive que remodelar toda a jogabilidade. Sem contar que paguei nota preta por um Brionac.

Ps. Carlos

CyberBlu disse...

Diferente do que a maioria esta pensando, Future Fusion não foi impactante, todo mundo já estava imaginando ela sendo alvo na banlist (Na verdade, todo mundo tinha certeza disso), por isso eu votei no Tsukuyomi.

Tsukuyomi deixou a Yata-Garasu sozinha na lista de proibidas, e diferente do pásssaro-do-satanás, ele é muito menos fodelão no jogo atual. Todo mundo esperava BLS banido e DMoC de volta, mas se surpreenderam com Tsukuyomi de volta (Okay, nem todo mundo queria o mago negro do caos de volta - segundo estatísticas do fórum do Portal Nexus).

Enfim, gostei dessa banlist, mas espero que mais Wind-Ups sofram na próxima caso a coisa melhore para o lado deles nos tops e já que não sofreram praticamente nada nesta.

Yu-Gi-Hoje!
Design por: Felipe Leonel - Tecnologia do Blogger
Copyright © 2015
Todos os direitos reservados
imagem-logo