segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Retrospectiva 2011

Muito bom dia pessoal! Como passaram esse Reveillon? Enfim, bem como eu prometi ano passado (lol) eu vou fazer uma retrospectiva do nosso querido jogo em 2011, com seus altos e baixos. Prontos? Então vamos começar!

Boosters
EXVC-BoosterEN.jpgGENF-BoosterEN.jpgPHSW-BoosterEN.jpgORCS-BoosterEN.jpg
   Começamos o ano, inclusive no OCG, recebendo o Booster Extreme Victory. Se no OCG ele não foi nada demais, muita coisa mudou no TCG, tudo graças as TCGs Exclusives. Entre as melhores TCG Exclusives de todo jogo, não pode faltar Reborn Tengu e Tour Guide From the Underworld, que realmente definiram o Meta esse ano. E foi justo nesse Pack que os dois vieram.

RebornTenguEXVC-EN-UR-LE.jpgTourGuideFromtheUnderworldEXVC-EN-ScR-1E.png
   Tengu veio para quebrar a tradição e cartas de Sneak Preview serem ruins: no começo ele não pareceu muita coisa, mas depois já existia tudo quanto era Deck Tengu: Tengu Plants (que mais tarde seria chamado de Synchrocentric), Tengu Scrap, Tengu T.G., Chaos Tengu, entre muitos outros. Isso porque o potencial de Tengu é incrível: buscar-se quando sai do campo! Isso da muito espaço para Synchros, e muitos combos com tipos de Decks variados surgiram.
    Já Tour Guide é, atualmente, o monstro mais Meta. Se no passado houve a era do Chaos, posso dizer que estmos na era do Underworld. Quando foi lançado, enquanto os Xyz ainda não existiam, ela era usada para buscar Sangan para que o Deck se acelerasse: com Sangan era fácil pegar seus monstros-chave.
    Porém, Tour Guide ficou ainda melhor quando lançaram as Xyz: ela podia buscar Sangan, fazer Xyz de Leviathan ou outro Xyz qualquer de Rank 3 e ainda podia buscar um monstro! Mas veio a Konami e impôs uma nova regra: Xyz Materials não eram considerados como se estivessem em campo. Mas se engana quem pensa que Tour Guide perdeu a força. Ainda hoje ela busca Sangan e faz Xyz muito bons, como Zenmaines. Tour Guide vai, com certeza, ter um lugar garantido na próxima Banlist.
    Aqui vai um exemplo de Deck completamente dominado por Reborn Tengu e Tour Guide, do campeão de dois YCS seguidos: 


Tengu Plants
Billy Brake

Monstros:
Reborn Tengu x3
Tour Guide from the Underworld x3
Thunder King Rai-Oh x2
Effect Veiler x2
Maxx "C" x2
Debris Dragon x1
Dandylion x1
Lonefire Blossom x1
Glow-Up Bulb x1
Spore x1
Sangan x1
Gorz the Emissary of Darkness x1
Caius the Shadow Monarch x1
Spirit Reaper x1
Black Luster Soldier - Envoy of the Beginning x1
(22)

Magias:
Mystical Space Typhoon x2
Enemy Controler x2
Foolish Burial x1
Book of Moon x1
One for One x1
Monster Reborn x1
Dark Hole x1
Heavy Storm x1
Mind Control x1
Pot of Avarice x1
Scapegoat x1
(13)

Armadilhas:
Solemn Warning x2
Solemn Judgment x1
Call of the Haunted x1
Torrential Tribute x1
Trap Dustshoot x1
(6)

Extra Deck:
Steelswarm Roach x1
Scrap Dragon x1
Ally of Justice Catastor x1
Black Rose Dragon x1
T.G. Hyper Librarian x1
Brionac, Dragon of the Ice Barrier x1
Number 17: Leviathan Dragon x1
Formula Synchron x1
Armory Arm x1
Leviair the Sea Dragon x1
Trishula, Dragon of the Ice Barrier x1
Stardust Dragon x1
Number 39: Utopia x1
Ancient Fairy Dragon x1
Orient Dragon x1
(15)

Number17LeviathanDragonCT08-EN-ScR-LE.pngLeviairtheSeaDragonGENF-EN-UR-1E.pngSteelswarmRoachGENF-EN-ScR-1E.png
   Em agosto, o Booster Generation Force trouxe os Xyz! Na verdade, eles já haviam chegado ao TCG em julho, mas foi só em agosto em que tivemos uma variedade maior de Xyz para escolher. Leviathan Dragon, a Cover Card, combava muito bem com Tour Guide assim como Leviair. Steelswarm Roach também foi conhecido como o melhor Xyz de Rank 4 até então: negar Special Summons não é pra qualquer um! Tivemos, nesse mesmo Pack, Tiras e Adreus, Xyz de Rank 5, que não se destacaram tanto em torneios, porém são feitos facilmente em uma infinidade de Decks. 
    O Booster também trouxe suporte para Fish e WATER em geral e pros Wind-Up, porém não pegou. No futuro, porém, os Wind-Up receberiam um grande presente. E, felizmente para nós do TCG, Vision HEROs e Masked HEROs vieram para cá, fora os suportes, como A Hero Lives. 

EvolzarLaggiaPHSW-EN-UR-1E.jpgWindUpZenmaines-PHSW-EN-ScR-1E.jpgRescueRabbit-PHSW-EN-ScR-1E.jpg
   O Booster seguinte, Photon Shockwave, introduziu ao Card Game os Photons, um Archetype pra lá de ruim. Outro Archetype novo que surgiu nesse Booster mas que também não se destacou foram os Evols. Mas, se Decks Evols não apareceram em torneios, um certo coelhinho fez com que seus Xyz Dolkka e Laggia virassem Meta. Juntando Rescue Rabbit com alguns Dinosaur normais (principalmente Sabersaurus e Kabazauls) faz-se um Deck muito apelão e forte.
   O Extra Deck de todos também ganhou uma excelente adição: Zenmaines. Seu efeito à la Gachi Gachi é um pé no saco, fora que ele ainda destrói cartas quando usa seu primeiro efeito. Eita, bicho maldito!

InzektorDragonfly-ORCS-EN-OP.jpgWindUpZenmaighty-ORCS-JP-SR.jpg
  No último Booster do ano para o OCG (e que só chega aqui no ocidente dia 24), um Archetype chamado por alguns de apelão surgiu. os Inzektors vieram para levar o tipo Insect ao Metagame. Quam já duelou contra eles no Dueling Network sabe o terror. Juntando Dragonfly com Hornet você pode destruir 2 cartas do campo adversário, invocar Centipede, fazer uma Xyz de Rank 3 e ainda adicionar um outro Inzektor pra mão. E, com tanta facilidade para fazer Rank 3 quem se beneficia? Os Wind-Up, claro! O novo monstro lançado, Wind-Up Zenmaighty, pode trazer qualquer Wind-Up do Deck, fazendo com que Wind-Up Hunter, presente no Booster anterior, possa ser invocado e ative seu efeito, acabando com a mão inimiga.

Xyz Monsters!
Number39UtopiaYS11-EN-UR-1E.jpgNumber16RulerofColorShockRulerVB14-JP-UR.jpgGachiGachiGantetsuYS11-EN-SR-1E.jpg
   Depois das Synchros e do 5D's, a Konami queria inovar de novo, criando um novo tipo de monstro: os Xyz (ou Exceed, no oriente). Assim como ocorreu com as Synchros, muitos jogadores torceram o nariz no começo (inclusive eu), porém, ao longo do ano, elas passaram a ocupar um espaço importente em todos Decks. 
   Entretanto, eu não acho que a revolução Xyz tenha sido tão grande quanto a Synchro. Claro que há pessoas que discordam de mim, mas eu acho que não foram muitos os Decks criados com os Xyz como monstros centrais (tirando Dino Rabbit, Offering Gadget e Wind-Up/Inzektor), afinal as pessoas não precisavam adicionar nada em seus Main Decks, diferentemente das Synchros, que necessitavam Tuners e que tiveram muitos Decks criados com o simples motivo de invoca-las.
    Mesmo assim, eu acho que os Xyz foram bem úteis para Decks que não usavam Synchros, ou até mesmo para o focados em faze-los. O Starter Deck: Dawn of the Xyz trouxe Gachi Gachi, que ajudou muito os Agents e Utopia, presença quase garantida em todo Deck.

BanLists
GoyoGuardianTDGS-EN-UR-UE.jpgColdWaveSDZW-EN-C-1E.jpg
    A Banlist de março foi, realmente, um marco para o jogo em 2011. Cartas presentes em todo Deck, como Cold Wave (um grande Staple) e Goyo Guardian (um dos melhores Synchros) foram para o limbo, de onde, eu creio, nunca mais vão voltar. O banimento de Goyo fez com que os jogadores procurassem uma alternativa de nível 6: os mais comuns eram Gaia e Iron Chain Dragon. Depois, alguns duelistas passaram a usar Orient Dragon, por seu poder Anti-Meta. Outra carta banida foi Mass Driver, por possibilitar muitos OTKs. Há quem concorde, há quem discorde.

GatewayoftheSixLCGX-EN-C-1E.jpgDandylionLCGX-EN-ScR-1E.jpgBlackwingKaluttheMoonShadowDL11-EN-R-UE-Blue.jpg
   Essa mesma lista também diminui o poder de vários outros Decks que dominavam o Meta naquela época: DebrisDandy, Blackwing, e, principalmente, Six Samurais. Se os samurais são chatos de se jogar contra agora, imagina quando qualquer um podia usar 3 Gateways, 3 Shien's Smoke Signal (que só seria limitada em setembro). O poder desses guerreiros era tamanho que os Side Decks se enchiam de cartas para conte-los. O desaparecimento desse Archetype foi um real alivio para todos os jogadores.

RoyalOppressionGLD4-EN-GUR-LE.pngFishborgBlasterTU06-EN-SR-UE.jpg
   Em setembro, vimos muitas coisas acontecerem. Para começar, vimos os primeiros Tuners serem banidos: Fishborg Blaster e Mind Master. Justamente, eu acho. Fishborg possibilitava, junto de Coelacanth, Shooting Quasar Dragon com muita facilidade, além de Red Nova Dragon e Shooting Star. Além disso, era uma das almas de Decks WATER Monarch. Já Mind Master possibilitava combos monstruosos de comprar todo o Deck ou de Psychic Abuse, que fazia Halberd Cannon. Royal Oppression não faltava em Anti-Meta e Blackwing, e era uma carta muito boa, afinal ela negava Special Summons rapidamente, a um custo ridículo.

   Outra carta que foi banida em setembro foi Giant Trunade, e Heavy voltou. Heavy é mais fácil de ser combatida, usando Stardust, Starlight Road, etc. Já Giant Trunade deixava seu oponente sem resposta, sem nada pra fazer. Antes de setembro, as Traps dominavam o jogo. Com apenas 2 Typhoons e sem Heavy, havia pouca coisa que pudesse se fazer, e os duelistas inclusive baixavam suas cartas mágicas para tirar o foco dos poucos Typhoons. Com a volta de Heavy, o jogo mudou. Os Decks voltaram a usar mais magias do que armadilhas.

   Com mais magias no jogo, as Traps que eram usadas pré-setembro foram substituídas. Trap Dustshoot e Starlight Road viraram cartas quase que obrigatórias em todo Deck. Como não se baixa mais toda sua mão, Trap Dustshoot virou uma maldição, afinal ver a mão e retornar uma carta importante é um efeito muito bom. Já Starlight serve para conter Heavy Storm, presença garantida em todo Deck. Essa lista tentou acabar com as Plants novamente, limitando Lonefire e Debris Dragon: em vão.

TGHyperLibrarianJUMP-EN-UR-LE.jpgFormulaSynchronSTBL-EN-R-1E.png
   Fazia tempo que o mundo não recebia Synchros tão boas. Hyper Librarian faz com que você compre uma carta cara vez que uma Synchro é Synchro Summoned. Em Decks Plants isso fica até mesmo abusivo! Principalmente quando você fazia 3 dele e depois invocava um Formula Synchron, comprando 4 cartas de uma só vez! E ainda podia fazer um Black Rose no turno do oponente. Suas limitações foram postas bem na hora, senão um desastre poderia ocorrer.

BlackLusterSoldierEnvoyoftheBeginningGLD4-EN-GUR-LE.png
   O destaque da lista de setembro foi, porém, o grande BLS de volta. Depois de muitos anos banido, o garnde guerreiro estava de volta. Isso causou um grande impacto no Metagame, já que a maioria dos Decks se adaptaram para pode conter ao menos uma cópia de BLS, como os Agents e muitos outros, assim como você confere nesse post da análise desse monstro, escolhido por vocês leitores como a carta do ano.
Metagame
   No começo do ano, o jogo estava dominado por Blackwings (fortes mesmo sem Black Whirlwind) e Plants, principalmente Chaos Plant, com Chaos Sorcerer, Ryko, entre outros. À medida que o Card Game foi avançando e cartas foram lançando, um novo Deck estava dominando: Agent!
SDGU-DeckEN.jpgSDLS-DeckEN.jpg
   Os Agents, que foram fortalecidos pelo Structure Deck 20: Lost Sanctuary estavam pegando Top em todos torneios, dividindo o estrelato com as eternas Plants. O estilo rápido de jogo deles, o modo como se fazia Trishula com facilidade, Gachi Gachi, BLS. Os Agents mostraram pro mundo como um Archetype abandonado pode se reerguer. Ninguém, nem mesmo 4Fun tinha um Deck Agent, e agora cá estão eles, dominando o jogo. Outro Structure Deck lançado esse ano foi Gates of the Underworld, com uma temática velha também: os Dark World.
   Os Dark World tiveram seu momento Meta no Japão. Infelizmente, esse poder não chegou ao TCG, e logo parou no Japão também. Os Side Decks estavam muito bem equipados contra eles: Gemini Imps, Debunk, D.D. Crow, Maxx "C" e até mesmo Appropriate param os Dark Worlds.

MaxxCSTOR-EN-ScR-1E.jpg
   Como eu já disse, o Meta ficou esse ano dominado pelos Samurais primeiro, depois pelas fadas, depois pelas Plants, Tour Guide e pelo BLS, . Não importa onde você olhe, sempre vai haver Special Summons abundantes em todos esses Decks. Então, que carta pode parar essas Special Summons? Essa carta é Maxx "C". Ele foi lançado em 2010, e desde lá já era considerado um monstro muito bom. Mas esse ano, com a chegado de tantos monstros e Decks com Special Summons dinâmicas, Maxx "C" se destacou. Ele dá, basicamente, duas opções: continue a jogada  e seu oponente compra o Deck inteiro ou pare por aí. Entre as cartas compradas podem estar Effects Veilers, Tragoedia, BLS, Tour Guide. Ou seja: Maxx "C" é uma das melhores cartas do jogo!

    Nesse ano, quando foi divulgado o novo Structure Deck e o efeito da carta Cover Lightpulsar Dragon, um combo cretininho usando ele e Red-Eye Darkness Metal Dragon com Cannon Soldier ou Toon cannon Soldier (e ai, quem precisa de Mass Driver?) fez com que todos ficassem impressionados, e todos sabiam o destino de Lightpulsar: BANIDO! Porém não foi pra tanto. Uma sutil mudança no texto fez com que esse combo não funcionasse mais, afinal o efeito de Lightpulsar daria Miss the Time. Sorte dele e dos jogadores.

Tins - Pot of Duality e Solemn

PotofDualityCT08-EN-SR-LE.jpgSolemnWarningCT08-EN-SR-LE.jpg
   Essas duas cartas lançadas ano passado custavam muito caro, e só quem concorria em torneios oficiais ou estava disposto a gastar uma puta grana conseguia compra-las. Porém, em 2011, a Konami resolveu lançar suas Tins com as 4 Super Rare dentro, e - para indignação e felicidade de muitos - Duality e Warning seriam lançadom em versão Super Rare, e teriam seus preços diminuidos drasticamente. O que era previsto por muitos desde o lançamento dessas duas cartas realmente aconteceu. Bom para aqueles que não estão dispostos a pagar muito dinheiro em um pedaço de papel! Será que um dia também teremos Tour Guide Super? Tomara!

E em 2012?
   O futuro é incerto. Eu aposto na volta de BLS pra lista de banidas o mais cedo o possível, e também aposto, pelo menos no começo do ano, em Tour Guide, Plants, Dino Rabbit, BLS, Agent e Inzektor dominando o Metagame. Quem sabe, daqui a um ano, eu não faço uma retrospectiva 2012 e digo se acertei ou não, hehe.
   Bem, uma coisa é certa: um novo tipo de cartas, totalmente inovadoras. Teremos mais uma revolução no jogo tão cedo? Só o tempo responderá essas perguntas.

Muito bem, pessoal! O que acharam de nossa grande retrospectiva? Faltou algo? Comente!
Comentários Facebook
7 Comentários

7 comentários:

Juan Oliveira disse...

Talvez devido a minha visão/opinião focada no jogo, eu não tenha curtido tanto passagens como os XYZ sofrerem "modificação na regra" - vide-se "Tour Guide" -, visto que antes NÃO TÍNHAMOS uma regra para. Ou a passagem sobre o "Mass Driver". Mas, sinceramente, isto é problema meu, certo?

Parabenizo o escritor, e não apenas pelo fato do que a retrospectiva fora boa ou porque a sua identidade proporciona uma leitura fácil aqui, mas, principalmente, por TER escrito a retrospectiva. O texto claramente exigiu um grande esforço, tanto em esquematizar parágrafos como em trazer as fotos. Usualmente quem lê não percebe isso. Bom trabalho mesmo.

Quer uma crítica? O texto podia ser um pouco mais impessoal, não é?

Parabéns outra vez - e "Tour Guide" a dois em Março12 XD

Anônimo disse...

Muito bom o texto, só um adento, achei que a parte final "E em 2012?" ficou a desejar, pensei que o autor fosse fazer palpites de decks que poderiam ser meta já no triênio deste ano com o lançamento do "Order of Chaos". Ainda mais que haverá cartas exclusivas para o ocidente.
No mais, parabens pelo texto.
Ps. Carlos

Wanderley Cristante disse...

a regra dos XYZ sempre foi essa, é esse americanos burros que inventaro moda. e tour guide não vai a pra banlist pq não tem no japão ainda, e mesmo se lanserem ele hoj lah ela ainda sobrevive ate setembro, so pro japas usarem ela um pouco.
adorei o post, explicou muito bem como foi o ano do card game, e em 2012 espero que lancem um bom suporte para os dragunitys, pq é o unico struture que não vingo. e posso faser uma previsão do ano de 2012 no geral.
um artista famoso vai morrer, vai acontecer uma catastrofe natural em algum pais, e tdo mundo vai ficar ancioso para chegar dezembro logo, só pra ver se o mundo vai acabar mesmo, até quen não acredita.
ai fica minha sugestão para o card maker, um bom suporte para os dragunitys.
e até 21 de dezembro HAHAHAHAHAH

Anônimo disse...

Poderiam fazer uma matéria sobre as regras dos XYZ?????

Conversando com um amigo, segundo ele, os XYZ são imunes ao Level Limit - Area B. Comentou sobre isso, pois jogou Yugioh Tag Force 6 com as regras oficiais, e o seu Utopia de 4 estrelas ficou em modo de ataque (Com a carta de magia Area B ativada) e ainda por cima realizou ataques.

Juan Oliveira disse...

Claro, ele não é um monstro de LV, amigo. É RANK. Area-B e Gravity Bind, por exemplo, não afetam eles =|

- porque cismam que eles têm estrelas?! hahaha

7Rs Team Leader disse...

Xyz não é afetado por efeito de cartas que dizem "LEVEL" pois não tem Level, repare que as estrelas deles estão do lado esquerdo e não no direito, e são pretas e amarelas, diferentes dos outros monstros.

Voto para o Ban do BLS logo.

7Rs Team Leader disse...

Agora com o Primal Seed sendo lançado no TCG como suporte para BLS no Turbo Pack 7, desisto do que disse, BLS não vai sair de limited tão cedo, combo com Rescue Rabbit e quase todas as outras cards que envolver banish zone........

Yu-Gi-Hoje!
Design por: Felipe Leonel - Tecnologia do Blogger
Copyright © 2015
Todos os direitos reservados
imagem-logo